O objetivo é diminuir o número de pessoas com problemas cardíacos.

A proposta prevê que o diagnóstico seja realizado em até 30 dias.

Propostas visam o enfraquecimento da popularidade do produto.

Veja como vai funcionar a nova lei

“Os autistas no Brasil são invisíveis. A população não sabe o que é, a maioria dos profissionais não sabe do que se trata”, diz o psiquiatra Estevão Vadasz

A campanha nacional defende a descriminalização das drogas e protege os usuários.

As academias terão que manter os atestados médicos anexados às fichas dos alunos. O não cumprimento da lei pode levar à multa e fechamento do estabelecimento.

A partir do dia 1° de janeiro, as sacolas estão banidas do comércio da cidade de São Paulo, não podendo ser distribuída nos mercados gratuitamente como eram antes e nem mesmo vendidas pelos estabelecimentos.

Desde setembro de 2010 a medida havia sido anunciada, mas foi assinada pelo Conselho Municipal de Nova York semana passada.

“Fumar é prejudicial à saúde”, “Beba com moderação” são frases presentes no imaginário social. Agora, prepare-se para lembrar que, entre outras coisas, “No trânsito somos todos pedestres”.

Hoje, 3 de julho, foi publicada no Diário Oficial da União, a lei em que todos os hospitais e maternidades terão que fazer gratuitamente o teste da orelhinha (ou ouvidinho) nas crianças nascidas em suas dependências.

Enquanto aqui a Lei Seca tem o objetivo de diminuir os acidentes de trânsito causados por motoristas embriagados, no norte da Itália, uma nova medida tem intenção de conscientizar as pessoas a não ultrapassarem o limite a ponto de precisar chamar a ambulância.

A maior organização americana de proteção animal, Human Society, promove uma campanha antifábrica de filhotes: pet shops de 35 cidades dos Estados Unidos já baniram a venda de animais para promover a adoção consciente.

Todos os estabelecimentos comerciais do Brasil devem ter à disposição dos clientes o Código de Defesa do Consumidor para consulta, caso acharem necessário. É o que diz a nova lei do Ministério da Justiça, publicada ontem no Diário Oficial da União.

A partir do dia 16 de julho (sexta-feira), supermercados, lojas e comércio popular do Rio de Janeiro terão que encontrar uma alternativa ao uso dos sacos plásticos. A Lei n° 5.502 entra em vigor e restringe o uso deste material que demora até 400 anos para se decompor.

Quando o Blog da Saúde falou sobre a aprovação da Lei Ficha Limpa, dia 19 de maio, ainda restava dúvidas se iria valer para as eleições que estão por vir.

O uso obrigatório da cadeirinha foi adiado para primeiro de setembro – data limite para pais desprevenidos comprarem o produto. Com a variedade no mercado, fica difícil saber qual comprar.