As secretarias de Educação e Saúde da cidade do Rio de Janeiro vão fazer um mutirão para vacinar professores da rede pública contra a influenza A (H1N1) – gripe suína. O objetivo é imunizar os 30 mil professores que trabalham em sala de aula.

A Universidade Federal de São Paulo – Unifesp busca voluntários para um estudo que vai desenvolver uma nova vacina para maior proteção contra a gripe H1N1 e outros vírus que podem circular neste período do inverno.

A campanha de vacinação contra a gripe suína termina hoje no Estado de São Paulo. A partir de amanhã, os postos de saúde só irão vacinar crianças de seis meses a 4 anos e 11 meses e aquelas portadoras de doenças crônicas até oito anos que precisem receber a segunda dose da vacina.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) acaba de aprovar uma vacina contra a gripe H1N1 produzida sem a proteína do ovo. A injeção é indicada para todos, mas foi produzida especialmente para as pessoas que são alérgicas a essa proteína.