A ONG Rede Nossa São Paulo acaba de criar um aplicativo para smartphones chamado, justamente, “Para onde foi o meu dinheiro”. Com ele é possível saber – tintim por tintim – em quais setores ele é aplicado: Educação, Cultura, Transportes, Saúde, Meio Ambiente, Urbanismo…

#EUASSINO: A ideia é colher 600 mil assinaturas para pressionar a aprovação do Projeto de Lei.

Eletrônicos, carros, bolsas, sapatos, maquiagem. As categorias de produtos em que brasileiros pagam muito mais caro em relação aos outros países não param por aí, e o valor pode ser mais que o dobro de diferença.

Foi feito um estudo para descobrir o quanto do que o brasileiro gasta com saúde é destinado a impostos, taxas e contribuições. Não apenas com medicamentos, mas também com o tributo sobre os equipamentos para fazer exames, materiais hospitalares e consultas.

Sufocados com as promoções e planos milagrosos nós, consumidores, não conseguimos em meio a tantos compromissos e responsabilidades parar para pensar e colocar na ponta do lápis quanto custa o não mais luxo mas necessidade da telefonia móvel no país.