Pais devem ensinar aos filhos conceitos financeiros de forma prática.

A ação tem o objetivo de diminuir a taxa de obesidade infantil.

Atitudes fazem a diferença para um bom convívio interpessoal.

Jovens pacientes internados no Hospital Municipal de Jesus, em Vila Isabel (Rio de Janeiro), seguem a rotina escolar através de um serviço que oferece aulas dentro da unidade, levando em conta as condições clínicas, orientações médicas e a faixa etária dos alunos.

Projeto foi aprovado em turno suplementar e vale para públicas e privadas. Cantina que não seguir norma perderá licença

O projeto segue agora para sanção da presidenta Dilma Rousseff

Com a facilidade de ter e usar celulares, os orelhões se tornaram obsoletos e precisavam ser inovados.

Jovens passam agora a contar com um serviço social que os permitirá competir em condições de igualdade por vagas nas universidades.

Financiamento coletivo, mobilização coletiva, aprendizado coletivo. Seja lá o que for, uma das grandes sacadas no uso da internet é que essa gente toda atrás das telas pode se juntar por uma ideia ou ideal.

Hoje, a UNESCO lança um projeto que lutará contra o racismo, começando pelas escolas. Os jovens poderão interagir e aprender sobre a tolerância e a luta contra a discriminação.

Vídeo com crianças mostra como a mudança de comportamento e o combate ao racismo deve começar dentro de casa com o auxílio dos familiares.

Tem de tudo no Youtube, inclusive vídeos educacionais bem bacanas e dos mais variados temas.

INCA aponta uma estimativa de 520 mil casos novos da doença para o próximo ano. Conscientização deve começar na adolescência.

País sobe no ranking global do Relatório de Desenvolvimento Humano (RDH) e fica entre os 24 com melhor desempenho.

De 30 a 50% dos alunos chegam ao 5º ano sabendo identificar letras e palavras mas sem entender o que leem.

Falamos do Brasil sede da Copa do Mundo de Futebol, em 2014, e da Olimpíada, em 2016. Do país que tem um vasto território com 22% da terra agricultável e 12% da água doce do mundo.

O movimento Let’s Do it! foi criado em 2007 pelo estoniano Rainer Nolvak. E deu tão certo na Estônia, em outros países europeus e asiáticos, que agora chega ao Brasil e promete varrer todo o lixo das ruas em um ou dois dias.

Você está lendo esse post agora e é bem provável que nem imagine o tamanho do sufoco e do vazio que passam os cidadãos que não sabem ler nem escrever. Eu faço parte do grupo de pessoas que acredita que sem educação não se constrói nada. Enquanto a base da cidadania não estiver bem firme de nada adianta “fazer bonito”. É como um prédio luxuoso em que a fundação não suporta seu peso.