A data é promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para “mobilizar a defesa da dignidade, dos direitos e do bem estar das pessoas”