As descobertas mostraram que 75% das crianças que conversavam durante as refeições tinham mais confiança de entrar em discussões na sala de aula