Cerca de três mil brasileiras foram entrevistas por profissionais da Unifesp e 71% delas não tinham conhecimento sobre a doença.

Leitoras e usuárias de Diane-35, vale assistir o vídeo para ver que não há motivos para pânico.

Fabricante do medicamento ressalta os cuidados prescritos na bula.

A decisão aconteceu depois que a França confirmou quatro mortes por trombose, decorrentes do uso do medicamento Diane-35, do laboratório alemão Bayer, nos últimos 25 anos.