A ONG Médicos Sem Fronteiras alerta para o risco de milhares de pessoas ficarem sem tratamento no mundo em decorrência da escassez do principal medicamento para o combate à doença, o benzonidazol.

O alerta global da gripe A H1N1 foi suspenso no meio de 2010 pela OMS, um ano após ter sido declarado. Com um balanço final de 19 mil mortos, foi muito menos mortal do que a gripe comum.