Ocultar

Ops… deu branco!


Com certeza isso já aconteceu com você. No meio de uma conversa e… perai…está na ponta da língua! De repente, dá aquele branco, conhecido como “ato falho”.

Achava que isso não tinha explicação? Até Freud explica.

Ato falho é um equívoco na fala, na memória, em uma atuação física, provocada hipoteticamente pelo inconsciente, isto é, através do ato falho o desejo do inconsciente é realizado. Isto explica o fato de que nenhum gesto, pensamento ou palavra acontece acidentalmente.

Os atos falhos são diferentes do erro comum, pois este é resultado da ignorância ou conveniência.

Freud evidenciou que o ato falho era como sintoma, constituição de compromisso entre o intuito consciente da pessoa e o reprimido.

Ato falho abrange também erros de leitura, audição, distração de palavras. São circunstâncias acidentais que não têm valor e não possuem consequência prática.
Os atos falhos são compreendidos por muitas pessoas como falta de atenção, cansaço, eventualidade.

Fonte: Brasil Escola

Comente

Deixe aqui sua opinião...