Ocultar

‘Vício-games’- sintomas idênticos ao vício em drogas


Chegam a ter síndrome de abstinência, ansiedade, agressividade, perda de relacionamento social. Aliado a isso, têm mais chances de se tornarem obesos e não sabem lidar com frustração.

Os pais muitas vezes têm dificuldade em perceber quando a brincadeira vira problema de saúde e ao mesmo tempo, são fundamentais para oferecer ao filho outras atividades interessantes.

A recomendação da Academia de Pediatria dos Estados Unidos é que os jovens não fiquem no máximo duas horas por dia no computador ou videogame para recreação. E há casos em que eles passam mais de 24 horas jogando.

Podem chegar ao ponto de roubar dinheiro dos pais para poder jogar em uma lan house e foi com essa percepção que a Santa Casa de Misericórdia, no Rio de Janeiro, passou a oferecer desde março atendimento a esses jovens.

“Se houver sinais da compulsão, pode ir a qualquer posto de saúde para ter orientação ou encaminhamento a uma unidade com serviço psicológico/psiquiátrico.”


Comente

Deixe aqui sua opinião...