Ocultar

Mitos sobre o câncer de mama


Apesar do alerta para realizar periodicamente o exame de toque, a mamografia e visitar o ginecologista anualmente, muitas dúvidas ainda pairam sobre este mal.

Para esclarecer as questões sobre o câncer de mama, o Governo de São Paulo e o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) lançaram uma lista de mitos sobre a doença:

O câncer de mama é sempre hereditário?

Apenas 10% dos tumores tem esta correlação. No entanto, é sempre importante ficar atento ao próprio corpo para verificar o surgimento de nódulos ou feridas que persistem por muito tempo e não existiam antes. Nestes casos, a visita ao médico não pode ser adiada.

O autoexame substitui a mamografia?

O autoexame ou o exame clínico, feito por um especialista, não são suficientes para o diagnóstico de câncer. Recomenda-se que a mamografia seja realizada regularmente.

O desodorante aerossol facilita o desenvolvimento de tumores?

A axila não tem células mamárias, portanto, o uso de qualquer tipo de desodorante não afeta as mamas.

A prótese de silicone pode dificultar o diagnóstico?

Não há consenso científico quanto às limitações dos exames de imagem em pacientes que possuem próteses de silicone nas mamas. Além disso, não há pesquisas que relacionem a cirurgia para aumento dos seios com o aparecimento de tumores.

O uso de sutiã apertado aumenta as chances de câncer de mama?

Independente do tecido ou modelo, o sutiã não favorece o desenvolvimento do câncer de mama.

A pílula anticoncepcional provoca câncer?

Não existem estudos que permitam a associação entre o uso do anticoncepcional e o aumento da incidência de câncer.

Quando o câncer aparece novamente, a doença não tem mais cura?

Cada paciente responde de uma maneira aos tratamentos, por isso, não é possível afirmar que todos os casos vão evoluir da mesma forma.


Comente

Deixe aqui sua opinião...