Ocultar

Suor em excesso nas axilas, mãos e pés tem tratamento


Imagem: Inmagine

Muitas pessoas buscam resposta para um problema desconfortável e constrangedor: o excesso de suor. Em diversas situações, quem “pinga” de suor evita dar as mãos e tenta esconder as marcas que ficam na roupa embaixo do braço. Quando o clima está quente então… a situação piora. Esse suor descontrolado tem nome: é a hiperidrose.

Convívio social

A hiperidrose não é uma doença grave, mas pode comprometer a qualidade de vida e ter implicações nas atividades sociais, escolares ou profissionais. Por sentir vergonha, muitas vezes a pessoa com hiperidrose deixa de ser sociável.

Causas

O suor descontrolado é causado por fatores hormonais e emocionais (ansiedade e nervosismo), sendo os hormônios os principais causadores.

Locais afetados

As principais regiões atingidas  são as axilas, mãos e pés. Outras áreas também podem apresentar a doença, como o rosto, o couro cabeludo, o abdômen, as costas e sob as mamas.

Tratamento

O tratamento pode ser clínico ou cirúrgico. Nos casos mais leves são indicados medicamentos e aplicação de toxina botulínica (botox). Nos casos mais graves é feita uma cirurgia para a retirada das glândulas sudoríparas das axilas, ou de gânglios da cadeia simpática (simpatectomia) por via videoendoscópica.

O Dr. José Ribas Milanez, cirurgião do grupo de tórax do Hospital das Clínicas de São Paulo e do Hospital Albert Einstein, participou de uma entrevista com o Dr. Drauzio Varella (disponível na íntegra no site do médico) e trouxe as mais completas respostas sobre tratamento cirúrgico e não cirúrgico da hiperidrose. Acompanhe um trecho da entrevista:

  • Tratamento com botox

Qual o mecanismo de ação do botox no tratamento da hiperidrose das mãos?

José Ribas Milanez – O botox bloqueia a transmissão nervosa das glândulas sudoríporas e requer de 35 a 40 aplicações em cada mão para produzir o efeito desejado nos casos de hiperidrose.

Isso não interfere na movimentação das mãos?

José Ribas Milanez – Dependendo do número de tratamentos, em alguns casos, o botox pode interferir discretamente com a movimentação fina. Pianistas ou tocadores de violão podem ressentir-se um pouco desse efeito colateral.

Todas as injeções são aplicadas na palma da mão em uma única sessão e o efeito dura de quatro a seis meses. Nossa experiência indica que os pacientes suportam até quatro tratamentos, mas são muito resistentes a submeter-se à quinta aplicação. Artistas com sudorese excessiva axilar procuram esse tipo de tratamento quando estão gravando uma novela, participando de um show importante ou fazendo uma turnê. Em geral, a partir da quarta sessão, porém, procuram solução mais definitiva.

Sobre as picadas dessas injeções, tudo é feito de uma só vez, numa única sessão?

José Ribas Milanez – Tudo é feito de uma única vez. É bom salientar que a medicação indicada para controlar a sudorese excessiva exige uma dose bastante próxima da dosagem tóxica. Resultado: o paciente acaba se expondo aos malefícios dessas drogas com pouco benefício no que se refere ao suor. Por isso, recomenda-se o tratamento cirúrgico, quando os sintomas são intensos e interferem socialmente na vida do paciente.

Imagem: Inmagine

  • Tratamento cirúrgico

José Ribas Milanez – Antigamente, ela era realizada através de duas incisões na região cervical. A cicatriz era grande e a cirurgia demorava muito tempo. Hoje, é feita por videocirurgia através de duas incisões de apenas meio centímetro: uma abaixo da mama das mulheres ou do mamilo dos homens e outra na axila que servem para introduzir a câmara de televisão e o bisturi elétrico ou ultrassônico.

E no final, como fica a cicatriz?

José Ribas Milanez – A cicatriz é mínima. Resume-se a dois pontinhos: um na axila e o outro na altura da marquinha do sutiã e do biquíni. Hoje, costuma-se dar apenas um ponto intradérmico e, trinta dias depois da cirurgia, o sinal é quase imperceptível. Essas novas técnicas cirúrgicas tornaram o tratamento da hiperidrose mais fácil.

  • Resultados pós-cirúrgicos

Qual é a evolução desses casos?

José Ribas Milanez – Quando o paciente acorda depois da cirurgia, já não sua mais nas mãos, nas axilas e a sudorese dos pés está reduzida em 70%. Na verdade, a coisa mais gratificante nesse tipo de tratamento é ver o paciente acordar. Ele olha as mãos, coloca-as no rosto para sentir que estão secas e quentes e percebe feliz que seu problema desapareceu.

Quanto tempo depois da cirurgia ele recebe alta?

José Ribas Milanez – Geralmente, ele é internado de manhã, operado na hora do almoço e à tardinha ou na manhã seguinte pode voltar para casa. No Hospital das Clínicas e no Albert Einstein, eles pernoitam no hospital e fazem uma radiografia de controle no dia seguinte. Depois disso, podem ir embora.

A sudorese que deixa de ter nas mãos ou nas axilas não vai ser compensada por sudorese em outros pontos do organismo?

José Ribas Milanez – Essas pessoas suam demais por excesso do tono simpático. Só que o tono simpático precipitado por esse estresse não passa para outro local. O que passa é o que a mão ou a axila representava no controle da temperatura do organismo.

Dessa forma, em 100 pessoas operadas, 60 vão suar um pouco mais na barriga e nas costas, quando estiverem em ambientes muito quentes, fazendo exercícios, ou na praia, debaixo do sol, por exemplo. Como as mãos e as axilas desses pacientes deixaram de participar na regulação da temperatura, a sudorese aumentará um pouco em outros locais do corpo. No entanto, apenas quatro delas nesse grupo de cem reclamam de tal sintoma e acham que não valeu a pena tal substituição. As outras 96 não emitem qualquer sinal de que se incomodam com isso.

Essa reação acontece especialmente com os indivíduos mais gordinhos, quando o índice de massa corpórea é superior a 25. Nos mais magros, ela é praticamente igual a zero.

Muitas pessoas não precisam de tratamento cirúrgico, precisam apenas de orientação. Se você não está certo se tem a hiperidrose, ou se apenas sua muito e com facilidade, procure um médico clínico-geral ou um dermatologista e tire sua dúvida. Se é algo que afeta sua vida social, não sofra sozinho.


Comentários

5 Respostas para “Suor em excesso nas axilas, mãos e pés tem tratamento”
  1. mariachispita disse:

    tenho poblema de hiperidrose fico muito triste as vezes por ñ ter a temperatura do corpo igual de outra pessosa

  2. MARIACHISPITA disse:

    tenho poblema de hiperidrose fico muito triste as vezes por ñ ter a temperatura do corpo igual de outra pessosa

  3. regina disse:

    tenho este problema hiperidose nas axilas fico muito constrangida e gostaria de fazer tratamento como eu faço para ter acesso no hospital das clinicas?

Comente

Deixe aqui sua opinião...