Ocultar

Um flash pode salvar a visão de uma criança


O câncer no olho ocorre quando um tumor maligno, chamado de retinoblastoma, se aloja na retina. A doença pode ser hereditária (afeta ambos os olhos) ou esporádica (afeta um olho só), e normalmente aparece nos primeiros 3 anos de vida.  O retinoblastoma é o principal câncer ocular infantil, mas seu diagnóstico precoce aumenta as chances da criança se recuperar sem nenhuma sequela.

DIAGNÓSTICO PRECOCE

Entre os diagnósticos possíveis de serem feitos por um médico, está um simples que o pai ou a mãe podem fazer em casa. Uma simples foto pode revelar um câncer no olho da criança. Por conta do tumor, o reflexo das pupilas muda ao ser registrado nas fotos. Ao invés do “olho vermelho” comum em fotos com flash, quem tem o tumor acaba com uma coloração branca na vista. O nome técnico desse fenômeno é leucocoria.

Imagem: Centro Infantil Boldrini

Quando notar esse sintoma, procure um oftalmologista para realizar os exames necessários, como o exame de fundo de olho que serve para dar um diagnóstico mais confiável, e verificar os tratamentos possíveis.

Com o tratamento precoce, as chances de a criança sobreviver e manter a sua visão aumentam. Entretanto, mais da metade das crianças do Graac (Grupo de Apoio ao Adolescente e a Criança com câncer) acabam precisando extrair todo o globo ocular para conter o avança do tumor, que pode se espalhar até levar à morte.

NOVOS TRATAMENTOS

Existem constantes pesquisas na área da oncologia para melhorar as maneiras de tratar e diagnosticar a doença, e consequentemente melhorar as taxas de sobrevida dos pacientes.

Uma destas descobertas promissoras foi feita por um investigador da Universidade do Colorado, nos EUA. Um método comum de tratamento do câncer no olho em adultos é a braquiterapia, onde uma placa e uma tampa de ouro ficam no olho do paciente por uma semana. O tratamento usa radiotividade e, por isso, prejudica os vasos sanguíneos e os nervos na parte de trás do olho podendo causar cegueira em alguns anos.

O investigador descobriu que um óleo de silicone aplicado no interior do olho pode bloquear até 55% das radiações nocivas, o suficiente para prevenir a cegueira na maioria dos pacientes que passam pela radioterapia. Com este tratamento, os médicos poderão ser capazes de salvar toda a visão dos pacientes.


Comente

Deixe aqui sua opinião...