Ocultar

Genérico, similar, referência e manipulado: você sabe a diferença entre eles?


Na hora de comprar remédios você ainda tem dúvida sobre qual levar para casa? Qual a composição do genérico? O que é medicamento de referência? Qual a diferença entre genérico e similar? E o que é remédio manipulado?

São quatro os tipos de medicamentos disponíveis no mercado brasileiro: de marca ou referência, genérico, similar e manipulado. A classificação se deve à forma de desenvolvimento, obtenção e tipo de registro de cada produto.

Referência

Os medicamentos de referência são, normalmente, inovadores, cuja eficácia e segurança foram comprovadas por anos de pesquisa. Os estudos resultantes são utilizados para o registro junto à Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Eles possuem nomes comerciais definidos pelos fabricantes, conhecidos no mercado.

As empresas que lançam os medicamentos de referência possuem o direito de sua comercialização exclusiva por alguns anos, para assegurar que poderão recuperar os altos investimentos feitos durante todo o período de pesquisa e desenvolvimento da nova droga. Este direito é garantido por meio da obtenção da patente do produto.

Genérico e similar

Tanto o medicamento genérico como o similar possuem fármacos não inovadores, ou seja, ingredientes ativos e formas farmacêuticas já conhecidas no mercado.

São medicamentos que não possuem a mesma formulação do medicamento referência, apesar de possuir o mesmo ingrediente ativo, com a mesma concentração e forma farmacêutica (comprimido, suspensão, xarope, cápsula, entre outros).

A principal diferença entre eles é que o genérico não possui nome comercial distinto, é caracterizado pelo nome do ingrediente ativo e pela letra “G”, de genérico. Já o similar possui nome comercial definido pelos fabricantes, o que pode confundir os consumidores com os medicamentos de referência.

De acordo com o Doutor em Química e Gerente Técnico da Bioagri, Edivan Tonhi, atualmente os medicamentos genéricos e similares passam por estudos laboratoriais que garantem a similaridade com o medicamento de referência.

Estes estudos são feitos em laboratórios credenciados pela Anvisa que avaliam se estes medicamentos têm o mesmo comportamento que o de referência no organismo humano. Após aprovados, ambos precisam ser registrados junto à agência para serem comercializados.

Manipulados

Os medicamentos manipulados são aqueles produzidos segundo fórmulas, em pequena escala pelas farmácias de manipulação autorizadas pela Vigilância Sanitária. Esses produtos contêm o princípio ativo e a dose definida pelo médico que prescreveu.

Os remédios manipulados são uma alternativa às doses padrões disponibilizadas pela indústria, já que existe a possibilidade de personalização da dose ou mesmo da combinação de princípios ativos em uma única cápsula.


Comentários

7 Respostas para “Genérico, similar, referência e manipulado: você sabe a diferença entre eles?”
  1. hcamara disse:

    É interessante que as pessoas conheçam a diferença entre os medicamentos. Parabéns pela matéria!

  2. Mêlanie disse:

    Post super interessante e muito importante também!

  3. Jefferson disse:

    Muito legal essa matéria, pois serviu para tirar minha duvida e saber que tanto um como o outro tem o mesmo efeito no organismo.

  4. Rebeca disse:

    Bom dia ! Minha dúvida é em relação a Venlafaxina 75mg manipulada e o original. A dúvida é em relação ao tempo de efeito, duração do efeito. Ouvi falar que o original faz efeito ao longo do dia , já o manipulado tem um pico e ao chegar o final do dia você já está cansada e desanimada, ou seja o efeito já passou, isso procede?
    Obrigada se for atendia por um profissional na àrea da saúde!

Comente

Deixe aqui sua opinião...