Ocultar

Estresse é a principal causa de afastamento do trabalho por longo período


Estresse se tornou o motivo mais comum para um funcionário ficar um longo tempo afastado do trabalho, revela o relatório do Chartered Institute of Personnel and Development, na Inglaterra.

Especialistas dizem que a condição psicológica tornou-se tão generalizada que foi considerada a Peste Negra do século 21. O absenteísmo considerado longo é aquele em que o funcionário tira 4 semanas ou mais de uma vez, por conta da saúde. Segundo o estudo, o estresse tem mesmo sido o gatilho de problemas como dor nas costas, acidente vascular cerebral, ataque cardíaco e câncer.

Crise lá fora

Jill Miller, consultor do instituto, diz que o relatório “destaca a pressão em que muitas pessoas se sentem submetidas no local de trabalho como resultado da desaceleração econômica prolongada”. O estresse foi comum, especialmente, entre os funcionários de empresas que anunciaram demissões.

Cary Cooper, o coautor de um livro recente sobre estresse, A Ciência da Saúde Ocupacional, estabeleceu uma distinção entre a pressão e o estresse. Ele diz que a pressão pode ser “estimulante e motivadora”, mas se torna estressante quando “é ultrapassada a capacidade de lidar com ela”.

O estresse pode ser percebido por mudanças no comportamento

SINAIS: Normalmente, encontrar dificuldades para se concentrar, perder o senso de humor ou o temperamento mais rápido do que o normal, podem ser sinais de estresse elevado.
Em fases posteriores, o estresse pode se manifestar em se alimentar mal ou em excesso, bem como fumar ou beber em excesso.
Por períodos curtos, essas atitudes são facilmente administráveis, mas podem levar a sérios problemas de saúde, como doenças do coração ou do estômago e problemas intestinais, se persistirem.

CAUSAS MAIS COMUNS: Carga de trabalho excessiva, o estilo de gestão de um chefe, a reestruturação no local de trabalho e os problemas em casa.

O relatório CIPD mostra que um trabalhador comum fica 7,7 dias fora a cada ano devido a alguma doença, geralmente pequena, como resfriados, gripes, problemas de estômago, dores de cabeça e enxaquecas. Mas os trabalhadores do setor público, que compõem um em cada cinco da força de trabalho, ficam mais dois dias doente, em média, do que os trabalhadores do setor privado – 9,1 dias.


Comentários

4 Respostas para “Estresse é a principal causa de afastamento do trabalho por longo período”
  1. Ercilio Alencar disse:

    Um funcionário que ocupa cargo de Professor, apresenta atestado médico por estresse, ele pode trabalhar em outro serviço próprio, tais como serviço em construção de moradia. Aguardo resposta.

Comente

Deixe aqui sua opinião...