Ocultar

Governo paulista pretende reutilizar água do esgoto


O governo do estado de São Paulo divulgou na tarde de ontem (5) o projeto para uso da água do esgoto tratado. A ideia é instalar uma estação de tratamento na marginal Pinheiros. Este plano diminuirá a dependência das chuvas a partir de dezembro de 2015.

O esgoto tratado será coletado na região de Interlagos e depois será lançado no córrego Julião, que deságua no sistema da represa Guarapiranga. Segundo o governador Geraldo Alckmin, com esta prática será possível gerar dois metros cúbicos por segundo a mais de água, o que permitirá abastecer 600 mil pessoas.

No mundo, esta ação já é praticada. Há mais de 30 anos, Israel reaproveita a água na irrigação e obras públicas. Em Tel Aviv, 100% da água é reutilizada após o tratamento.

A Califórnia teve seu lençol freático demasiadamente explorado pela irrigação das plantações de laranja. Para solucionar o problema, a água de esgoto começou a ser reciclada e utilizada para consumo próprio.

Em 2012, a União Europeia lançou um manual sobre reutilização da água tratada do esgoto. O grupo de países europeus implementou há 23 anos medidas para reduzir os poluentes “jogados” nas águas residuais urbanas.

Além de cuidar do meio ambiente, o resultado também é positivo financeiramente. Em entrevista ao jornal Destak, o professor da USP e especialista em engenharia sanitária, José Carlos Mierzwa, o tratamento custa R$ 1,50 por metro cúbico.

Tais exemplos bem sucedidos mostram que o projeto do governo paulista é viável e pode trazer bons frutos.


Comente

Deixe aqui sua opinião...