Todo mundo sabe que estar ao lado dos amigos e da família durante a terceira idade pode promover inúmeros benefícios à saúde, como evitar a depressão, os problemas do coração e muito mais. Mas um novo estudo conteste uma parte desta situação descrita.

Segundo pesquisa realizada no Dalla Lana School of Public Health, da Universidade de Toronto, no Canadá, apenas a família pode ajudar a reduzir o risco de mortalidade. Os idosos que apresentam o maior número de membros na família e são próximos apresentam menos risco de morte.

Os pesquisadores recentemente apresentaram estes dados no 111° Annual Meeting of the American Sociological Association, em Washington, nos Estados Unidos.

Para chegar a este resultado, foram usados dados de 2005/2006 e 2010/2011 do National Social Life, Health and Aging Project (NSHAP). Os primeiros dados são de participantes com 57 e 58 anos, que citaram cinco pessoas das quais eram mais próximas a ele, assim como reportaram a relação entre eles.

Os estudiosos notaram que os participantes que reportaram muita proximidade com os familiares foram aqueles que apresentaram uma saúde mais beneficiada para ter uma longevidade maior do que as pessoas com menos familiares próximos.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...