Educar as crianças não é apenas uma tarefa da escola. Os pais devem reconhecer quando o filho faz algo bom e também devem castigá-lo quando ele apronta. Castigar não significa bater, mas, sim, mostrar a ele o que é certo e ensiná-lo a não repetir tal ação.

Os pais devem manter uma rotina e um contato saudável com o filho, sem se esquecer que devem dizer quando algo está errado. Isto pode se referir aos estudos, aos cuidados com os pertences e às finanças.

Educar o filho financeiramente é uma maneira de ajudá-lo a ser um adulto mais focado e cuidadoso. Para ensiná-los basta ter paciência e dedicar um tempinho a eles.

Veja as dicas para educá-los financeiramente e torná-los mais responsáveis:

  • Faça-o participar das decisões financeiras, respeitando, claro, a idade dele. O hábito de conversar sobre os planos e necessidades é muito saudável, quando bem conduzido.
  • Viajar no fim do ano ou reformar a sala? Trocar os móveis da cozinha ou comprar um carro? Temas como esses podem ser debatidos em casa, por toda a família. Seu filho, no ritmo dele, aprende assim a planejar e entende que para atingir seus objetivos terá de trabalhar e economizar.
  • Na hora de pedir algo, ele não estranhará ou combaterá o seu “não”, caso venha acompanhado de um bom argumento. Algo como: “temos que guardar dinheiro para a nossa viagem de férias… Foi uma decisão de todos e será algo bom para toda a família, lembra-se?” Dessa forma, você transmite a ele ensinamentos valiosos, que serão utilizados durante toda a vida.

Fonte: Finanças Práticas

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...