Se você, como mãe, responde sozinha pelas finanças do seu lar, saiba que não é a única! Hoje, as mulheres brasileiras são responsáveis pelo sustento de 37,3% das famílias. Os dados são da PNAD, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Tal responsabilidade, por consequência, gera uma carga ainda maior e deve ser bem administrada. O hábito de cuidar das finanças deve ser priorizado: com suas contas em dia e consciência de que sua saúde financeira vai bem, você consegue melhor qualidade de vida, sono tranquilo e tem a chance de realizar sonhos.

Inclua, no seu planejamento, algumas despesas que passam despercebidas, mas que são de grande importância.

  1. Use e abuse do controle financeiro: faça sua planilha de orçamento e tenha uma visão bem clara de como usa o seu dinheiro. Isso lhe dá segurança e elementos para a tomada de decisões.
  2. Pense em contratar algum seguro pessoal: como sua família depende financeiramente de você, procure protegê-la no caso de uma eventualidade. Além do seguro de vida, há opções que lhe dão garantia em caso de uma doença grave ou algum acidente. E mais: caso você trabalhe por conta, é indicado contratar um seguro que lhe garanta renda se precisar parar sua atividade por determinado período.
  3. Planeje o futuro: aprenda a poupar, visando o bem estar de sua família e a sua aposentadoria.
  4. Cuide muito bem de você e de sua saúde: para proteger sua família e proporcionar a ela tudo o que necessita, você precisa estar em equilíbrio. Pense sempre nisso.
  5. Invista no seu crescimento profissional: pense no seu aperfeiçoamento e em formas de alcançá-lo. Você pode pedir ajuda no local de trabalho, informando-se sobre programas de desenvolvimento de carreira, ou pode investir sozinha neste caminho, procurando cursos de especialização ou mesmo participando de eventos na sua área de atuação. Capriche no networking, tenha o hábito de estudar e valorize-se.

Fonte: Finanças Práticas

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...