Planejamento é a palavra de ordem quando se pensa em economizar, também nas férias! Colocando as lições de Educação Financeira em prática, você define com antecedência seu destino, negocia preços, consegue guardar dinheiro suficiente para aproveitar cada segundo e sem grande esforço, pois utiliza o tempo a seu favor.

Mas o que fazer quando a oportunidade de tirar uns dias de folga surge de repente? Você consegue emendar um feriado prolongado ou sua escala de trabalho lhe permite descanso… Diante da surpresa boa, como aproveitar, sem comprometer o orçamento, já que não houve tempo hábil para juntar dinheiro?

Curta seu descanso, respeite seu orçamento
A primeira medida é olhar sua situação financeira hoje, verificando quanto você tem disponível para viajar. Antes de optar pelo parcelamento a longo prazo, lembre-se:

  • qual o efeito dessas parcelas no seu bolso?
  • esta decisão vai afetar o seu planejamento para as férias?
  • há outros compromissos financeiros ou metas em andamento que serão envolvidas?
  • Toda decisão gera algum tipo de impacto e cabe a você, com bom senso, ponderar os prós e contras. A intenção é conciliar descanso e diversão com economia. Coloque tudo na ponta do lápis e atenção às dicas:
  • fuja dos lugares badalados: nos meses de frio, principalmente junho e julho, evite cidades serranas e de maior movimento. Faça o trajeto contrário: nessa época do ano, excelentes pousadas no litoral oferecem pacotes convidativos, incluindo meia-pensão e algumas comodidades. A mesma regra vale para a contratação de pacotes de viagem.
  • observe a viabilidade de viajar com seu carro, considerando os custos envolvidos: combustível, pedágio, manutenção do veículo, estacionamento etc. Se tiver pessoas para dividir essas despesas com você, e até revezar no volante, melhor!
  • para passagens aéreas, lembre-se: para garantir preços mais baixos, a dica é comprá-las com antecedência. Além disso, fuja dos dias e horários de pico (quartas e sábados costumam ser mais tranquilos, com melhores preços das 10h e 16h) e fechar a compra de madrugada (entre 1h e 5h30), quando as companhias lançam algumas promoções.
  • faça uma busca na internet, sobre opções de viagens, descontos e facilidades. Mas atenção: não feche nada sem uma boa pesquisa.
  • caso opte por alugar um imóvel, procure indicações de amigos e sites confiáveis. Para viagens em grupo, a alternativa pode garantir diversão a um baixo custo, com todas as despesas muito bem divididas e planejadas.

Reserva de emergência: pense nisso
Atento às lições de Educação Financeira, certamente você já ouviu falar da reserva de emergência. Significa guardar dinheiro mês a mês, visando proteger seu orçamento, caso algum gasto inesperado aconteça.

Geralmente, ao falar em algo inesperado, pensamos em problemas: um vazamento em casa, o conserto do carro etc. Mas existe sim o lado bom, como uma folga repentina. Para surpresas boas ou ruins, cultive o hábito de criar uma reserva. Experimente!

Fonte: Finanças Práticas

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...