Seu décimo terceiro já tem destino certo? O uso de toda renda extra deve ser muito bem planejado, para que faça toda a diferença em seu orçamento.

Mas qual o melhor caminho: investir, guardar dinheiro para as despesas de início de ano, realizar sonhos de consumo ou pagar dívidas? Tudo depende muito da saúde do seu orçamento.

Como decidir o que fazer?
Em uma lista de prioridade, pode-se dizer que a primeira delas é quitar pagamentos em atraso. A razão é simples: você evita a cobrança de juros, que crescem rapidamente. Se conseguir estancar a situação, melhor!

Como, em geral, os prazos de quitação são diferentes e os juros cobrados variam, é preciso analisar com cuidado a melhor forma de usar essa reserva, na intenção de reduzir o seu saldo devedor total.

Procure calcular quanto diminuiria o seu gasto mensal, se você conseguisse quitar parcialmente cada uma de suas dívidas. Com base nisso, decida a melhor forma de usar essa reserva financeira, priorizando sempre as dívidas com taxas de juro mais altas.

O segundo passo é guardar dinheiro para as compras de Natal e gastos de início do ano. Assim você evita apertos e não se perde em parcelamentos, podendo assim se planejar melhor para 2016.

Sonhos de consumo ou investimentos?
Em terceiro lugar, estão sonhos de consumo e investimentos. Um está ligado ao outro e tudo depende muito das suas prioridades. Por exemplo: se está juntando dinheiro para viajar com sua família, se vocês têm se planejado para isso, o 13º pode ser a força que faltava para alcançar o resultado.

Por outro lado, caso esteja iniciando o seu planejamento, trace uma boa estratégia de investimento e procure guardar dinheiro para realizar seus objetivos de curto, médio ou longo prazo.

Fonte: Finanças Práticas

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...