Pesquisa realizada pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM – Unifesp), em uma parceria com o laboratório Bayer, mostrou que um alto percentual de brasileiras desconhece a Síndrome dos Ovários Policísticos.

O levantamento foi realizado com 3000 mulheres de cinco capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador. O resultado apontou que 71% das entrevistadas não conhecem a doença.

O que é Síndrome dos Ovários Policísticos?

É um distúrbio hormonal que acomete mulheres em idade reprodutiva. A doença apresenta como característica o aumento no tamanho dos ovários com a presença de cistos. Não se sabe ainda a causa desta síndrome.

Quais são os sintomas?

  • Menstruação anormal (longos intervalos entre um ciclo e outro ou período de menstruação intenso e prolongado);
  • Alto nível de hormônios masculinos;
  • Cistos nos ovários.

Como prevenir?

Visitar o ginecologista periodicamente é importante para evitar a doença. O médico pedirá que exames de rotina sejam realizados para avaliar se há alguma alteração.

Toda mulher precisa saber quando foi a última menstruação (começo e fim), fazer anualmente exames de sangue, pélvico e ultrassom.

Como é o tratamento?

Ele muda dependendo de cada caso. Muitas mulheres tratam com o uso de anticoncepcionais, mas cada caso é um caso.

O que pode acontecer se o diagnóstico for muito tardio?

É possível que haja complicações que provoquem a diabetes tipo 2 ou doenças cardíacas.

Previna-se. Visite regularmente um médico e cuide bem da sua saúde.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...