Imagine a cena: você acorda atrasada para o trabalho e percebe que o tempo mudou. Abre o guarda-roupa correndo e não acha nada que lhe agrade para vestir. É hora de renovar, pensando na próxima estação.

Sem abusos!
Porém, renovar não significa, necessariamente, gastar demais. Ter uma boa imagem é importante para o crescimento profissional, mas para isso você não precisa se atolar em dívidas.

Se a sua situação financeira não lhe permite comprar hoje, cuidado com o parcelamento. É mais interessante colocar seu orçamento em dia, juntar dinheiro e só então sair às compras!

Há dicas que você pode seguir, em todas as épocas do ano, para se vestir bem e ainda guardar dinheiro para realizar seus objetivos.

Organize seu guarda-roupa: com tudo arrumado, fica mais fácil visualizar o que você possui.

Seja criativa: esqueça as combinações que você costuma fazer entre as peças e busque novas composições.

Permita-se repetir: se você sempre foi contra repetir roupas em festas, é hora de rever seus conceitos. Mudando alguns acessórios e até fazendo pequenas reformas nas peças, você cria um visual totalmente diferente.

Organize seus acessórios: brincos, colares, anéis, pulseiras, cintos, sapatos, lenços e bolsas podem mudar completamente seu look. Por isso, cuide bem deles.

Sobreposições: aposte em blazers, jaquetas, coletes, camisas e lenços para mudar seu visual.

Cuide bem dos seus “clássicos”: existem peças que todas as mulheres devem ter no armário, que nunca saem de moda e garantem elegância.

Siga a moda, com moderação: com boas peças clássicas no armário, você pode investir em alguns itens da moda, para garantir um ar de renovação ao seu look. Experimente.

Evite gastar dinheiro errado: ao querer seguir a moda, cuidado para não comprar peças caras e restritivas, ou seja, que lhe permitem pouquíssimas composições.

Cuidado com as compras por impulso:quando for comprar algo, questione-se: você quer ou precisa de tal roupa? Pare, pense, pesquise preços. Coloque em prática seus conhecimentos de educação financeira e seja uma consumidora responsável!

Customize: coloque toda a sua criatividade em ação e experimente reformar algumas peças.

Aguarde as promoções: entre uma estação e outra, muitas lojas baixam os preços para renovar o estoque e os descontos podem ser vantajosos.

Menos é mais: de nada adianta gastar seu dinheiro com várias peças baratas, porém descartáveis. Analise bem a qualidade dos produtos, não se prenda às grifes e opte por roupas mais duráveis e versáteis.

Dê a seu guarda-roupa a proporção correta: especialistas em moda recomendam que um bom guarda-roupa deve ter: 10% de roupas da moda; 40% de acessórios e 50% de peças clássicas.

Fonte: Finanças Práticas

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...