Pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) entrevistou 115 alunos da instituição para analisar os motivos que geram dúvidas e inseguranças em relação à escolha da carreira. O estudo fez parte da tese da psicóloga Yara Malki.

De acordo com a psicóloga, o processo de escolha mal conduzido pode estar ligado a uma caraterística dos jovens nos dias atuais. “ São muitos os motivos que os levam a se precipitar na escolha. Acredito que o ‘imediatismo’ seja um dos principais”, indica a pesquisadora.

Entre os alunos insatisfeitos ou hesitantes:

  • 23,2% Cursavam o primeiro semestre
  • 10,7% Cursavam o segundo semestre
  • 14,3% Cursavam o terceiro semestre

Nenhum dos estudantes que participaram da pesquisa tinham mais de 31 anos.

Entre os principais motivos estão:

  • Opinião dos pais e/ou amigos;
  • Estereótipo da profissão;
  • Pouco autoconhecimento;
  • Escolha por carreira mais próxima (por exemplo, querer medicina, mas prestar para enfermagem).

A psicóloga alerta para a importância em fazer um planejamento de carreira, não apenas escolher uma faculdade para ter um diploma, pois isso não basta.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...