Pesquisadores estadunidenses publicaram no Clinical Journal of the American Society of Nephrology um estudo sobre a atuação dos exercícios físicos na batalha contra a redução dos efeitos por permanecer sentado durante horas.

A conclusão é que a atividade de baixa intensidade pode não ser suficiente para acabar com os efeitos negativos causados pelo tempo sentado, mas ao adicionar apenas 2 minutos por hora de caminhada, além dos exercícios diários, o resultado é satisfatório.

Um estudo prévio relacionou o “manter-se sentado” por muito tempo com a morte prematura, as doenças do coração, a diabetes e outras doenças crônicas.

Para reduzir os riscos, a American Heart Association recomenda que os adultos façam 150 minutos de exercício moderado ou 72 minutos intensos por semana. No entanto, os pesquisadores notaram que 80% dos americanos não seguem esta recomendação.

Por isso, 3.243 pessoas foram submetidas a testes, onde a velocidade e o tempo de exercício foram medidos durante um ano. Após isso, os pesquisadores observaram a saúde dos participantes por três anos. Durante este tempo, 137 faleceram.

Ao final de toda a pesquisa, relacionou-se a saúde dos participantes e o tempo, assim como a intensidade, de atividade física. Notou-se, então, que apenas 2 minutos de caminhada por hora em velocidade moderada, já reduz em 33% o risco de morte.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...