Como a vida é feita de ciclos, chega a hora em que você prefere que seus pais, em função da idade ou por outros motivos, morem com você. A decisão pede muito planejamento. O que considerar?

Decisão em família
O primeiro passo é ouvir a opinião dos envolvidos: cônjuge e filhos são favoráveis à decisão? Por mais que exista muito amor e afinidade em família, é natural o impacto na rotina e fundamental que algumas mudanças e concessões sejam feitas na casa. Todos precisam estar de acordo e, principalmente, dispostos à nova realidade.

Outro ponto: há crianças pequenas em casa? Alguém fica na residência durante o dia ou todos saem para trabalhar e estudar? Contam com os serviços de empregada doméstica ou diarista? Costumam fazer as refeições em casa ou fora?

Da mesma forma, é fundamental que seus pais concordem com este caminho, já que são o alvo da mudança, certo? Procure ouvi-los, escolha o momento certo, aguarde até que estejam prontos para isso. Não force uma situação, ainda mais se seus pais sempre foram bastante ativos e independentes.

Planejamento financeiro
O fato de uma ou duas pessoas virem a morar com vocês reflete no orçamento. Tudo fica relativamente simples, caso seus pais tenham algum tipo de renda e tenham total discernimento para suas decisões. Já no caso de idade avançada, ou mesmo problemas de saúde, além de controlar as suas finanças, você deve zelar pelas contas deles.

Toda mudança exige ajustes que, em grande parte, representam gastos. Portanto, faça uma estimativa de quanto vai precisar para as devidas adaptações na sua casa, uma eventual reforma, compra de móveis etc.

Coloque tudo no papel, planeje e realize devagar. Efetive a mudança de fato, quando tudo estiver em ordem.

Adaptações
Caso seus pais precisem de cuidados especiais, há vários aspectos a considerar. Por exemplo: você tem horário flexível no trabalho, caso precise ficar em casa, por conta de alguma emergência? Pretende contratar alguém para cuidar dos seus pais durante o dia?

Outro ponto: sua casa é segura para idosos? Confira algumas dicas:

  • todos os ambientes, incluindo escadas e corredores, devem ser bem iluminados;
  • se necessário, instale barras de apoio na cama;
  • coloque, no quarto do idoso, uma poltrona ou cadeira confortável e firme, para que ele possa sentar na hora de se vestir e calçar sapatos;
  • instale barras de apoio no banheiro e no box, com tapete antiderrapante e uma cadeira, para facilitar o banho;
  • instale corrimão nas escadas;
  • em caso de apartamento, opte por telas de proteção nas janelas;
  • evite tapetes, passadeiras e capachos;
  • facilite a circulação pelos ambientes da casa, retirando móveis/objetos de decoração em excesso e procurando embutir fios e cabos elétricos;
  • na cozinha e no banheiro, principalmente, organize os armários de forma a deixar, nas prateleiras mais baixas, os artigos e utensílios que seus pais poderão precisar no dia-a-dia;
  • opte por relógios digitais, de fácil visualização. Faça o mesmo com telefone e celular, escolhendo modelos com teclas maiores e mais simples de usar.

Bem-estar
Seus pais devem se sentir inseridos no novo ambiente e, principalmente, bem-vindos. Portanto, procurem fazer refeições em família e organizar atividades em conjunto, dentro ou fora de casa.

Capriche nos cuidados com seus pais, respeite a vontade deles e procure incentivar a independência que sempre tiveram.

Fonte: Finanças Práticas

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...