Muitos cientistas buscam compreender o que ocorre no cérebro durante a relação sexual. Apesar de ainda existir uma infinidade de mistérios, algumas respostas já foram apresentadas para a sociedade.

Em entrevista a Fox News, o professor de Psicologia da Universidade Rutgers, em Nova Jersey (EUA), Barry R. Komisaruk, apresentou algumas ações cerebrais que ocorrem durante o sexo e que já foram comprovadas cientificamente.

  • O Sexo é como uma droga. O prazer sentido ocorre graças a Dopamina, neurotransmissor que ativa a região do cérebro responsável pela sensação de recompensa, mesmo local “ativado” pelo uso de algumas drogas e pelo consumo de cafeína e chocolate.
  • Estudos mostraram que é comum as mulheres se sentirem mais chateadas após o sexo. O motivo pode ser a preocupação e o arrependimento. Esta situação recebe o termo técnico “Disforia pós-coito”.
  • A relação sexual, segundo estudo alemão realizado em 2013, alivia dores de cabeça. Alguns pesquisadores atribuem esta reação ao efeito da oxitocina.
  • O sexo pode limpar a memória temporariamente. Por ano, cerca de 7 a cada cem mil pessoas experimentam esta “amnésia”. Durante o episódio, uma pessoa não pode formar novas memórias ou se lembrar de eventos recentes.
  • Estudo mostra que as relações sexuais acabam com o estresse, pois diminui a pressão arterial.
  • Homens são mais propensos a dormirem após o sexo do que as mulheres. A razão encontrada pelos cientistas é a de que a parte do cérebro conhecida como córtex pré-frontal diminui sua ação após a ejaculação e ao ser combinado com a oxitocina e a serotonina, acontece a síndrome “vira e dorme”.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...