Com a chegada do verão, muitas pessoas correm para a praia na busca do bronze perfeito. No entanto, ficar com a pele queimada pode acelerar o envelhecimento, formar manchas e, até mesmo, causar câncer.

“A radiação solar estimula o organismo a produzir enzimas que destroem o colágeno, acelerando o envelhecimento. Além disso, os raios promovem uma mutação do DNA, o que leva ao desenvolvimento do câncer”, explica a dermatologista Annia Cordeiro Lourenço.

É por isso que se bronzear é totalmente contraindicado, mesmo que seja usando protetor solar. “Não é possível ‘pegar uma cor’ usando filtro solar adequadamente. Se a pele ficar morena significa que ela recebeu radiação, ou seja, a proteção não foi efetiva”, afirma a especialista.

A dermatologista indica manter o tom natural da pele e abusar do protetor solar. “Além do envelhecimento precoce e do risco do câncer de pele, a exposição ao sol sem proteção pode provocar manchas em todo o corpo”, comenta.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...