A depressão é o quinto maior problema de saúde pública do mundo e é considerada uma doença que pode ser caracterizada como o “mal do século”. A OMS (Organização Mundial da Saúde) define depressão como um transtorno mental comum, caracterizado por tristeza, perda de interesse, ausência de prazer, oscilações entre sentimentos de culpa e baixa autoestima, além de distúrbios do sono ou do apetite. Também há a sensação de cansaço e falta de concentração. A doença pode ser de longa duração ou recorrente. Na sua forma mais grave, pode até mesmo levar ao suicídio. Mais de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão em todo o mundo. Ela pode atingir qualquer pessoa, independente do seu sexo, idade, saúde física ou classe social, ela acomete inclusive as celebridades.

Vamos relembrar casos conhecidos de muitos famosos, que fizeram um esforço tamanho para alcançar o sucesso e, quando conseguiram, acabaram se suicidando achando ser esta a “única saída” ou para “se livrar” do sofrimento, sentimentos estes provocados pela própria depressão, são eles:

Getúlio Vargas — político e presidente do Brasil (1930–1945; 1950–1954), ele fez uso do suicídio e de sua nota de suicídio (a “Carta Testamento”),

Vincent van Gogh — pintor pós-impressionista holandês,

George Eastman — criador do filme 35 mm e fundador da Kodak,

Dalida — foi uma popular cantora, que fez carreira na França,

Kurt Cobain — o líder do grupo de rock Nirvana se matou em 1994 e deixou uma nota primeiramente dirigida a seus fãs onde expunha suas razões para a morte,

Leila Lopes – em dezembro de 2009, a atriz Leila Lopes foi encontrada morta em seu apartamento, no bairro do Morumbi, em São Paulo,

Robin Williams – sofria de depressão severa e lutava contra uma doença bipolar, o vício da cocaína e do álcool. As autoridades norte-americanas consideraram desde o começo a hipótese de suicídio como causa possível de morte e suspeita de asfixia devido a enforcamento.

A depressão é uma doença reversível, ou seja, há cura completa se tratada adequadamente com medicação, psicoterapia e atividade física.

Recomendações

* Depressão é uma doença como qualquer outra. Não é sinal de loucura, nem de preguiça nem de irresponsabilidade. Se você anda desanimado, tristonho e acha que a vida perdeu a graça, procure assistência médica. O diagnóstico precoce é o melhor caminho para colocar a vida nos eixos outra vez.

* Depressão pode ocorrer em qualquer fase da vida: na infância, adolescência, maturidade e velhice. Os sintomas podem variar conforme o caso. Nas crianças, muitas vezes são erroneamente atribuídas à características da personalidade e, nos idosos, ao desgaste próprio dos anos vividos.

* A família dos portadores de depressão precisa manter-se informada sobre a doença, suas características, sintomas e riscos. É importante que ela ofereça um ponto de referência para certos padrões, como a importância da alimentação equilibrada, da higiene pessoal e da necessidade e importância de interagir com outras pessoas.

Dicas

  • Não se deixe abater pelos problemas;
  • Seja mais otimista;
  • Melhore sua auto-estima;
  • Controle a ansiedade;
  • Faça exercícios físicos;
  • Mantenha uma alimentação saudável;
  • Evite bebidas alcoólicas;
  • Durma bem.

 

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...