Ocultar

Sintomas silenciosos do Câncer de Ovário prejudicam tratamento


Entre os tumores ginecológicos, o câncer de ovário tem o maior índice de mortalidade: 50%. O motivo para tal taxa alarmante é o fato de 70% das pacientes buscarem ajuda médica quando o estágio está avançado. Os dados foram divulgados recentemente pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), junto à Secretaria de Estado da Saúde e a Faculdade de Medicina da USP.

O que motiva a busca por tratamento tardio é a dificuldade em perceber os sintomas. Estes costumam ser confundidos com desconforto: inchaço do volume abdominal, menstruação irregular, indigestão, dores abdominais e na região pélvica, perda de apetite e náuseas.

Não se sabe o que acarreta o tumor, mas há fatores de risco para este tipo de câncer, como histórico familiar, obesidade, reposição hormonal (terapia) e tratamento para fertilidade.

É indicado que todas as mulheres visitem anualmente o ginecologista e procurem os médicos em caso de desconforto ou alguma anormalidade.  Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam 6 mil novos casos de câncer de ovário para esse ano no Brasil.


Comentários

2 Respostas para “Sintomas silenciosos do Câncer de Ovário prejudicam tratamento”
  1. se o acesso a saude nao fosse tao precario ou os particulares tambem nao fossem tao caros, qualquer pessoa poderia ir fazer suas consultas regulares de 6 em 6 meses para se proteger..é uma pena mesmo verm que o cancer de ovario poderia ter menos prejudicadas

  2. Luiza disse:

    Fiz uma esterictomia a 6 anos e a 1 ano atrás comecei a sentir muitas dores de estômago abdômen e dores na bixiga e também injous, achei que estava com depressão pois não tinha mais força pra nada, chorava muito e queria ficar sempre sozinha, só agora que vim para o Japão na casa da minha filha que descobri que o ca voltou e que estou com nódulos no piritonio que segundo o médico veio do ovário. Na estéril que fiz foi tirado útero e trompa e ovário do lado direito. E o tratamento foi somente rádio terapia..,isso foi muito errado segundo os médicos japoneses que afirmam que eu teria que ter feito quimioterapia já naquela época!

Comente

Deixe aqui sua opinião...