Se você não sabe responder a essa pergunta quando paga impostos (e não são poucos), seus problemas acabaram. A ONG Rede Nossa São Paulo acaba de criar um aplicativo para smartphones chamado, justamente, “Para onde foi o meu dinheiro”. Com ele é possível saber – tintim por tintim – em quais setores ele é aplicado: Educação, Cultura, Transportes, Saúde, Meio Ambiente, Urbanismo…

Atualmente o poder público tem sido pressionado a prestar contas de seus gastos orçamentários. O governo federal, bem como muitos estados e municípios, já estão prestando contas em seus respectivos portais. Acontece que nem todos os cidadãos têm a paciência de ficar vasculhando essas informações na internet. Até porque muitas vezes elas estão dispersas dentro dos sites e quase sempre os números são publicados de forma incompreensível para a maioria dos mortais.

O mérito do aplicativo da Rede Nossa São Paulo é, então, agregar todas as informações disponíveis na internet em um só lugar, de forma simples, didática, fácil de entender. O aplicativo busca todas as contas governamentais à disposição na rede.

No estado de São Paulo, por exemplo, R$ 39 bilhões foram gastos com “encargos especiais”, em 2012, e apenas R$ 5 bilhões com transportes. Com relação ao meio ambiente, menos de R$ 900 milhões foram usados. Qualquer cidadão paulista pode, então, pedir esclarecimentos para o governador e os deputados estaduais sobre o que seriam esses “encargos especiais” tão caros.

Por enquanto, apenas os orçamentos do estado de São Paulo e da capital paulista, além do Governo Federal estão disponíveis. Mas os desenvolvedores prometem estender o serviço para outros estados e municípios brasileiros que mantenham suas contas abertas e publicadas.

O programa – ainda em fase experimental – pode ser baixado gratuitamente direto no celular. Quem não dispõe de um aparelho com sistema operacional Android, nem Iphone pode checar para onde está indo seu rico dinheirinho no site da ONG. É uma boa forma de verificar se as verbas estão sendo bem utilizadas e exercer sua cidadania. É também um incentivo para que todos os estados e municípios divulguem suas contas abertamente.

 
Fonte: Blog Sustentável na Prática

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...