O Dia das Crianças está próximo e você quer garantir o melhor presente para o seu filho. Não é verdade? Pensando nisso, preparamos este post com alguns detalhes importantes que você deve prestar atenção antes de comprar o brinquedo. A primeira providência é comprar sempre os produtos com o selo de segurança do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) e com um selo de um órgão credenciado para testar sua qualidade (IQB, Falcão Bauer).

Confira abaixo diversos aspectos importantes para garantir a segurança da criançada, de acordo com o PROCON:

–> Não compre os compostos por materiais que se quebrem facilmente, ou que tenham cordões longos que possam ser enrolados no pescoço, cantos pontiagudos ou afiados.

–> Nem bichos de pelúcia com o pelo muito comprido e que se solte facilmente, pois poderão causar alergias. Pelo mesmo motivo, não encha o quarto do bebê de bichos de pelúcia, que acumulam pó.

–> Não deixe que seu filho menor mexa com produtos de crianças maiores, como jogos de botão ou bolas de gude.

–> Verifique as costuras dos bonecos, para garantir que o enchimento não se soltará facilmente. Também se os olhos dos bichinhos de pelúcia estão firmemente pregados, para evitar que sejam engolidos.

–> Brinquedos para menores de três anos não devem ter peças muito pequenas, que possam ser engolidas ou aspiradas.

–> Embalagens não podem conter grampos, pregos ou parafusos, e os sacos plásticos têm que ser descartados rapidamente, para não sufocar.

–> Revise periodicamente os brinquedos da casa para jogar fora os que tenham defeitos e que possam se tornar perigosos.

–> Fique por perto quando seu filho brincar com balões de látex (bexigas). Quando estourados, eles viram pedaços que podem ser levados à boca.

–> Evite comprar brinquedos com pilhas e baterias pequenas, pois podem ser retiradas e engolidas.

–> Não deixe que a garotada se divirta com joguinhos com dardos, flechas e projéteis, pois são capazes de ferir gravemente os olhos.

–> Ruídos excessivos podem causar sérios danos à audição dos pequenos. Com cheiro e forma que imitem alimentos podem levar a criança a engoli-los. De tecidos devem ser laváveis, com instruções de uso e etiqueta indicando sua composição.

–> Cordas ou cabos também não são indicados para crianças, pois, acidentalmente, poderão enrolá-los no pescoço com força.

–> Se o seu filho for menor de 10 anos, não o presenteie com brinquedos que simulem experiências químicas. Ele pode ingerir as substâncias do “minilaboratório”.

–> Evite os andadores, pois podem tombar e fazer a criança bater a cabeça no chão. Segundo estudo realizado pela PROTESTE e pela Associação Médica Brasileira, em São Paulo, a maioria das vítimas de acidentes com brinquedos tem cinco anos ou menos.

Garanta a segurança do seu filho, não compre produtos sem o selo de segurança do Inmetro e preste atenção na idade recomendada.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...