Quem imagina que uma simples espichada na perna pode causar tanta dor? É a cãibra (ou câimbra), aquele nó que dá no músculo, tecnicamente chamada de “espasmos musculares” pelos médicos. Ela aparece como uma contração involuntária, potente e extremamente dolorosa do músculo. Apesar de ser mais comum na perna, a cãibra pode surgir em qualquer músculo do nosso corpo.

As pessoas com um preparo físico ruim e submetidas a grandes esforços físicos estão mais propensas a desenvolver cãibras. Outros fatores que podem contribuir são desidratação, desequilíbrios de eletrólitos como sódio, potássio, cálcio e magnésio.

Alguns problemas neurológicos e lesões vasculares, como o Parkinson, podem estar por trás de um espasmo muscular, pois facilitariam o aparecimento com a baixa perfusão sanguínea do músculo.

Para prevenir as cãibras é importante manter o corpo hidratado, fazer exercícios físicos regulares, alongamentos, dieta adequada rica em vitaminas e sais minerais.

Cãibra noturna

As cãibras noturnas são mais comuns pela falta de oxigenação muscular. Antes de dormir, faça alongamentos e mantenha como hábito diário, pois isto ajuda o músculo a ter mais resistência às contrações involuntárias.

De acordo com o Dr. João Luiz Carneiro, clínico-geral do Hospital VITA, existem alguns medicamentos com vitamina E, complexo B, verapamil, cloroquina e gabapentina que podem ajudar em casos específicos, mas que só devem ser tomados após avaliação médica.

Água tônica, por exemplo, possui pequenas quantidades de quinina, uma substância que também parece prevenir cãibras. Segundo o médico, existem relatos de melhora das cãibras noturnas após alguns dias ingerindo água tônica à noite.

Mito ou Verdade

O que ajuda ou não a aliviar a dor no momento da cãibra.

Quem responde é o  Dr. João Luiz Carneiro, clínico-geral do Hospital VITA.

“Puxar” a perna alivia a dor – Não puxar bruscamente, mas alongar o músculo contraído ajuda a relaxar a musculatura e aliviar a dor e a contração. O alongamento deste músculo deve ser feito de maneira lenta e progressiva até que os sintomas aliviem. Se o músculo voltar a contrair, deve repetir o procedimento. Se o alongamento for feito de maneira rápida e/ou agressiva, pode ocasionar lesão com ruptura muscular.

Banana é bom para prevenir – A banana e outras frutas podem ajudar a prevenir cãibras, pois além da fazer reposição de eletrólitos (sódio, potássio, cálcio e magnésio) são ricas em água e ajudam na hidratação.

Colocar gelo – Colocar gelo não ajuda a prevenir ou aliviar o músculo contraído. Pode, inclusive, piorar. O gelo faz vasoconstrição do músculo, diminuindo sua perfusão sanguínea e piorando as cãibras.

Compressa quente - Compressa quente está indicada para aliviar cãibras, pois ajuda a relaxar o músculo.

Compressa com algum chá – Qualquer tipo de compressa morna pode ajudar pós-cãibras, se ficar com alguma dor muscular decorrente da contração muscular.

Passar “gelol” – Passar gelol pode trazer benefícios, pois tem um efeito vasodilatador e ajuda a melhorar a perfusão muscular.

Tomar analgésico – O uso de analgésicos pode ajudar se persistirem as dores musculares, mesmo após a melhora das cãibras. O uso de relaxantes musculares pode ajudar a aliviar os sintomas de dores musculares pós-cãibras.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...