A equação é simples: ao inspecionar as condições dos veículos, deixando-os em perfeito estado, a emissão de poluentes cai, evitando mais danos à saúde e, por consequência, diminuindo a utilização de hospitais. Os resultados da Inspeção Ambiental Veicular (Controlar) já podem ser sentidos na saúde da população, comprovou a Universidade de São Paulo (USP). Para os 12 milhões de habitantes da cidade de São Paulo, a poluição do ar é uma constante preocupação.

Considerando apenas os veículos a diesel que fizeram a inspeção em 2011 na capital paulistana, o estudo concluiu:

  • Foram evitadas 1.515 internações hospitalares e 584 mortes por problemas respiratórios e cardiovasculares;
  • Significa uma economia de mais de R$ 160 milhões ao sistema de saúde na Grande São Paulo;
  • A emissão de material particulado dos motores a diesel foi reduzida em 28% (2011); ante 13,8% (2010).

A pesquisa, conduzida pelo Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental da Faculdade de Medicina da USP, mostra resultados positivos também para as frotas de veículos leves e motos com expressivas quedas nas emissões de monóxido de carbono e de hidrocarbonetos.

  • Veículos leves – tiveram uma redução de 49% na emissão de monóxido de carbono (CO) e de 39% na de hidrocarbonetos (HC);
  • Motos – queda de 34% (CO) e 42% (HC).

Apenas para efeito comparativo, o ganho com a Inspeção Ambiental Veicular equivale a retirada dos poluentes emitidos por uma frota de mais de 1,4 milhão de veículos, sendo 1,285 milhão automóveis, 87 mil motocicletas e 36,3 mil veículos movidos a diesel, somente em 2011.

Os veículos são responsáveis por:

  • 97% das emissões de monóxido de carbono
  • 77% de hidrocarbonetos
  • 40% de material particulado proveniente dos veículos a diesel
Relatório de Qualidade do ar no Estado de São Paulo – 2011. Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (CETESB).
*Resultados divulgados pelo Controlar.
 

Dia Mundial Sem Carro

22 de setembro é o dia para você provar que pode cumprir sua rotina sem depender do automóvel e de quebra fazer bem à saúde, poluir menos e ver novas perspectivas de locomoção. Iniciativa acontece em todo o mundo.

Livro conta histórias de paulistanos que deixaram o carro de lado

“Cada depoimento é acompanhado de um mapa ilustrado, que mostra as preferências de cada entrevistado entre as inúmeras opções que a cidade oferece. Como viver em São Paulo sem carro é mostra que até mesmo problemas que parecem insolúveis podem ser contornados com criatividade e amor à cidade”. Confira o post completo sobre o livro.

 

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...