Com as olimpíadas em Londres, pesquisadores resolveram fazer uma série de estudos especiais sobre a atividade física. Em um deles, o sedentarismo foi atacado e acusado de matar tanto quanto o cigarro. Publicado na revista médica The Lancet, o estudo traz um alerta:

Nós precisamos enxergar a população inativa como anormal e considerá-la em alto risco de doenças.

Ao contrário das atividades físicas, que já foram chamadas de um remédio milagroso que podem beneficiar todas as partes do corpo, o sedentarismo aumenta os riscos de câncer, doenças cardíacas, infartos, diabetes e obesidade em 20 a 30%, além de diminuir a expectativa de vida em 3 a 5 anos.

O tabagismo, que recebe campanhas, programas e diversos alertas, agora ficou em segundo plano como hábito que mais mata no mundo, levando todo o ano a vida de 5,1 milhões de pessoas. Segundo o estudo, o novo recordista é o sedentarismo, que contribui para a mortalidade de 5,3 milhões.

O conselho médico de caminhar de 15 a 30 minutos por dia já retira um individuo da linha de risco do sedentarismo, mas mesmo assim, é uma dica que recebe pouca atenção da sociedade. Muitos alegam que se exercitar é uma escolha pessoal. Entretanto, o novo estudo coloca o sedentarismo como integrante das maiores preocupações de saúde pública.

Cerca de 30% da população mundial adulta é fisicamente inativa, mas o quadro para os adolescentes é mais preocupante ainda: 80% dos jovens entre 13 e 15 anos não se exercitam o suficiente. Entre os brasileiros, 49% dos adultos não praticam atividades físicas. O estilo de vida sedentário é responsável por 13% das mortes por infarto, diabetes e câncer de mama e do intestino.

Felizmente, sair do sedentarismo é relativamente mais fácil do que largar o vício do cigarro. Para escapar desse mau hábito, é preciso estabelecer que seja necessário pelo menos 30 minutos de caminhada diária, cindo dias por semana. Mas não precisa começar a todo o vapor, já que uma pessoa inativa já é consequentemente mais indisposta. Comece com 10 minutos diários, aumente para 15 minutos e assim por diante até atingir a meta.

COMENTÁRIOS:

Comentários

Uma Resposta para “Sedentarismo é responsável por mais mortes do que o cigarro”
  1. Ricardo disse:

    Pelo visto, tenho que mudar alguns hábitos rs.

Comente

Deixe aqui sua opinião...