Alguns psiquiatras recomendam o trabalho voluntário para os seus pacientes depressivos. Mas por quê?

Ao realizar uma boa ação, o corpo produz hormônios que geram o bem-estar. Pesquisas confirmam que ajudar o próximo, além de proporcionar benefícios para a alma, reduz o estresse, combate a insônia, a depressão, entre outros males. Por isso, o trabalho voluntário se tornou tão popular entre a sociedade e recebe notoriedade de  médicos, empresas, associações e até da mídia.

Não são apenas os pacientes com depressão que podem melhorar a saúde com o trabalho voluntário. Qualquer pessoa que decide usar o seu tempo para ajudar alguém está simultaneamente cuidando do seu próprio corpo. Ser voluntário é uma decisão íntima e individual, que exige esforço, disciplina, responsabilidade e compromisso. Mas você não precisa se inscrever em algum programa ou ir até uma associação carente para praticar o voluntariado.

Aquela velha história de ajudar um velhinho a atravessar a rua também conta. Dar o seu lugar a gestantes no ônibus, aconselhar um irmão mais novo na lição de matemática e ajudar um estranho a trocar um pneu furado são atos que podem beneficiar você e quem você acolheu.

No vídeo abaixo, após passar um dia inteiro com o pneu furado e sem ninguém se aproximar para ajudar, o ator mulçumano recebe mais do que a troca de um pneu. Ele presencia o espírito altruísta de um jovem rapaz e recebe dele uma mensagem que o mundo inteiro deveria seguir.

Confira o episódio do programa “What Would You Do?” (O que você faria?) da ABC:

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...