Pode parecer uma utopia, mas alguns médicos acreditam que é possível envelhecer sem “ficar velho”, sem sofrer os efeitos e complicações das chamadas doenças “inevitáveis” da velhice. Reduzir, parar e, em alguns casos, reverter os processos degenerativos do envelhecimento é o objetivo do segmento médico chamado Medicina Antienvelhecimento.

Surgiu há 17 anos nos Estados Unidos e é praticada pela Europa e Ásia. Aqui no Brasil, não é reconhecida como especialidade médica, mas não há punição para quem a pratica. O segmento combate a velhice através de estratégias preventivas que tratam as patologias antes que se manifestem. Usando conhecimentos e terapias nas áreas de biotecnologia, genética, biorrobótica, nutrição, atividade física e modulação hormonal, os médicos podem ajustar os parâmetros biológicos do corpo aos mesmos níveis encontrados em um indivíduo de 30 anos, idade a partir da qual o envelhecimento começa.

O método não impede que o tempo passe e que as pessoas fiquem mais velhas, mas repõe todas as matérias primas necessárias e indispensáveis ao equilíbrio corpóreo  para fornecer uma velhice repleta de qualidade de vida e sem enfermidades previsíveis, segundo médicos adeptos.

A Medicina Antienvelhecimento foi altamente criticada na abertura do Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia. Eles pretendem elaborar um documento juntamente com o CFM (Conselho Federal de Mecina) e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para coibir a prática da chamada “medicina antiaging” no Brasil.

Em publicação no site oficial da Sociedade Brasileira de Geriatria (SBGG), foi recomendada a suspensão do uso de hormônios, vitaminas, antioxidantes e outras substâncias com o objetivo de prevenir, retardar, modular e reverter o processo de envelhecimento.

Entretanto, há uma má compreensão referente ao termo “antienvelhecimento”. Não é sobre reverter processo da velhice, natural na vida de todo ser humano, mas sim ajudar a inibir doenças que surgem na terceira idade. Como disse Efrain Olszewer, precursor da ortomolecular (atividade da Medicina Preventiva) no país, à Folha, “O que existe é melhorar a qualidade de vida. O único tratamento antienvelhecimento que eu conheço é morrer jovem”.

COMENTÁRIOS:

Comentários

Uma Resposta para “Conheça a medicina que pretende previnir os efeitos da velhice”
  1. Deijanete Lobo disse:

    Concordo que a velhice pode ser revertida através da prevenção das doenças. Por outro lado, tem poucos profissionais interessados nessa reversão com a prevenção e são na realidade o setor da politicagem que quer ver mesmo os humanos não chegar aos 60 anos. mas, aqueles que tem conhecimento vai correr atrás dessa prevenção com alimentação saudável, exercício físico, meditação e interação saudável. Eu acredito que essas são uma das medidas para reversão da velhice.

Comente

Deixe aqui sua opinião...