Normalmente, descobrimos que precisamos usar óculos quando a lousa da sala de aula fica um borrão só. Nessa época, vamos ao oftalmologista, ele diz que estamos com miopia e viramos oficialmente o “quatro olhos” da sala. Nossas mães falam que precisamos parar de ler no carro e no escuro e sair da frente do computador. Entretanto, para contrariar as mães, estudo publicado na revista médica The Lancet aponta a falta de exposição ao sol como a principal, se não única, culpada pela miopia.

A situação descrita acima ocorre com 9 em 10 estudantes nas grandes cidades da Ásia. Os cientistas explicam que o número elevado se deve ao fato de que as crianças asiáticas vão á escola sem ficar em ambientes externos, voltam para casa, onde estudam e veem TV, passando apenas 30 minutos ao ar livre todos os dias.

Na Austrália, a prevalência de miopia entre crianças de origem europeia é de cerca de 10%, sendo que os estudantes passam cerca de três horas em ambientes externos. Na Grã-Bretanha, a proporção foi de 30% a 40% e na África, “virtualmente nenhum”, em uma faixa de 2% a 3%.

Nem fatores genéticos, nem muita leitura ou escrita deveriam ser culpados, de acordo com os autores da pesquisa, mas apenas a falta de brincar lá na rua e ficar debaixo do sol.  Acredita-se que os raios solares estimulam a produção de dopamina, substância que evita que o olho cresça alongado e distorça o foco de luz que entra no globo ocular. A descoberta mostra que luz brilhante previne a miopia.

Ser um leitor voraz ou um nerd não coloca ninguém em risco imediato de ter miopia, desde que saibam intercalar a leitura e os estudos com um pouco de ar livre. Segundo cientistas, as crianças que passam de duas a três horas em ambientes externos por dia provavelmente estariam seguras de sofrer alterações visuais. O tempo gasto durante brincadeiras ou caminhadas de ida e volta da escola estão inclusos.

É preciso encontrar meios de fazer com que as crianças passem mais tempo expostas à luz do sol, sem comprometer suas atividades escolares e sua segurança.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...