No tratamento da hipertensão arterial, doença onde as paredes das artérias estão sob grande pressão, sobrecarregando vários órgãos e facilitando o entupimento dos vasos, AVC e infarto, os medicamentos têm uma função muito importante para conter a pressão elevada. Entretanto, os remédios não substituem as mudanças de estilo de vida, quesito essencial para evitar riscos mais graves à saúde.

Se você puder prevenir ou reduzir a pressão, vai aumentar, de forma automática e considerável, suas chances de viver livre de doenças cardíacas, derrames e doenças renais. É tão simples e importante quanto parece. Mas como fazer isso?

A DIETA DASH

Seguir a dieta DASH (sigla em inglês que representa Métodos Dietéticos de Deter a Hipertensão) é uma ótima opção. Após estudos de cientistas do NHLBI (National Heart Lung and Blood Institute), foi concluído que para reduzir a pressão arterial é preciso ter uma alimentação com baixa gordura saturada, colesterol e gorduras totais e rica em frutas, vegetais, e leite desnatado ou semidesnatado. A dieta conhecida por DASH inclui produtos integrais, peixe e castanhas, reduz o consumo de carne vermelha, doces e bebidas que contêm açúcar, além de ser rica em potássio, magnésio, cálcio, proteínas e fibras. O foco principal da dieta é a redução do sal.

SEGUINDO O PLANO DE ALIMENTAÇÃO DASH

Acumule potássio! Algumas pessoas que têm hipertensão tomam diuréticos tiazídicos que causam a perda de potássio. Os pesquisadores acreditam que potássio extra pode ser uma boa ideia para todos. Na verdade, é o equilíbrio entre o sódio (sal) e o potássio que é importante para a manutenção da pressão. Recomendações: Comer uma banana por dia. Outros alimentos ricos em potássio são: laranjas, batatas, tomates e leite.

Armazene cálcio! Pesquisas mostram que, geralmente, pessoas com hipertensão não ingerem cálcio suficiente. Esse mineral ajuda o coração a manter o ritmo correto e regula o equilíbrio de água e sal do seu corpo. Por isso, consuma alimentos ricos em cálcio, como queijos, cereais, tangerina, peixes, soja e sementes.

Frutas e vegetais! Vegetarianos têm uma incidência muito menor de pressão alta. Aumente suas porções diárias de vegetais em cada refeição. Essa mudança reduzirá seu consumo de gordura e sal e aumentará a de fibras e potássio. Alho também é muito bom na redução de pressão e pode ser um substituto para o sabor do sal nos temperos.

Resista os maus hábitos! Quem bebe álcool dobra seu risco de ter pressão alta. O NHLBI recomenda não mais que 2 drinques por dia para homens e não mais que 1 para as mulheres. Um drinque é igual a 30 mililitros de álcool, quantidade encontrada em 350 ml de cerveja, 140 ml de vinho ou 40 ml de um uísque com 40% de álcool.

A pressão alta é um problema que pode ser tratado. Com a dieta correta e os exercícios como parte de um tratamento alternativo, sua pressão tem grandes possibilidades de ser controlada.

COMENTÁRIOS:

Comentários

3 Respostas para “Tratamento alternativo para a hipertensão arterial”
  1. Excelentes dados informativos. Hoje os pais não tem o devido cuidado com os filhos, e os deixam ingerir comidas gorduras de todos os tipos.

  2. Turi Souza disse:

    Muito bom o artigo! É importante atentar para estes dados, pois muitas pessoas por ai ainda acham que só o que causa a pressão arterial é o consumo de sal. Mas isso não é verdade! O sal apenas aumenta as crises hipertensivas mas a raiz do problema é o estilo de vida desregrado e a alimentação rica e açucar e produtos industrializados. Voltemos à natureza pois da natureza vem a vida!

    Abs
    Turi Souza

Comente

Deixe aqui sua opinião...