Sofrer abusos na infância pode prejudicar o crescimento das áreas cerebrais responsáveis pelas memórias e emoções, é o que afirma estudo feito pelo departamento de psiquiatria da Universidade de Harvard.

A região afetada se chama hipocampo e teve redução de até 6,5% em pessoas expostas a maus-tratos, violência física ou verbal e abuso dos pais nos primeiros anos de vida. No Proceedings of the National Academy of Sciences, os pesquisadores alegaram que os altos níveis de estresse causado por essas situações deixam o hipocampo vulnerável e reduzem o número de neurônios na região.

Além disso, outras pesquisas mostram que pessoas com um histórico de abuso infantil têm o dobro de chances de serem depressivas, segundo o The Guardian.

No estudo, 46% das pessoas relataram adversidades na infância e 16% sofreram 3 ou mais formas de maus-tratos, as mais comuns sendo abusos físicos ou verbais por parte dos pais. Outros incluíram castigos corporais (como cintadas e palmadas), abuso sexual e testemunhar violência doméstica.

Os resultados mostram um elo entre a forma física do cérebro, o crescimento do risco de obter doenças mentais como depressão, transtornos de personalidade e ansiedade na fase adulta e os maus-tratos sofridos na infância.

COMENTÁRIOS:

Comentários

Uma Resposta para “Região cerebral é menor nas pessoas que sofreram abuso infantil”

Comente

Deixe aqui sua opinião...