Na manhã do último sábado (29/10), o ex-presidente Lula foi diagnosticado com um câncer na laringe. Descoberto precocemente, o tumor dele tem apenas cerca de 3 cm e há, segundo a equipe médica, grandes chances de cura. Ele é ex-fumante e mantinha o hábito de fumar cigarrilhas, mas não se sabe ainda se isto foi a causa do problema.

A laringe é o órgão responsável pela voz, onde ficam as cordas vocais. Por isso, a equipe médica preferiu a quimioterapia a cirurgia, para preservar a voz do ex-presidente. Ele deu início hoje ao tratamento de quimioterapia no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

O câncer de laringe

O câncer de laringe é mais comum em homens, e um dos tipos que mais atinge a região da cabeça e pescoço. Representa cerca de 25% dos casos que acometem essa região. Em 2008, o número de mortes por causa deste tipo de câncer foi de 3.594, sendo 3.142 homens e 452 mulheres, segundo o INCA.

O órgão se divide em três porções, e o problema pode surgir em alguma destas áreas: laringe supraglótica, glote e subglote. Cerca de 2/3 dos tumores surgem na corda vocal (glote) e 1/3 acima das cordas vocais (laringe supraglótica).

Principais causas

O álcool e o tabaco são considerados os maiores inimigos da laringe. Sendo o tabagismo uma das principais causas da doença, fumantes têm 10 vezes mais chances de desenvolver câncer de laringe. E para quem associa o fumo ao álcool, a probabilidade sobe para 43.

A Dra. Mara Behlau, Presidente da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa), faz um alerta: “Não há nenhuma boa razão para fumar. O tabagismo é o primeiro fator de risco para desenvolver o câncer de laringe. Em seguida, está o álcool, principalmente bebidas destiladas (vodca, cachaça, etc.).”

Além disso, outros fatores que também podem ser prejudiciais são a má alimentação, o estresse e o mau uso da voz. Falar muito alto e sem pausas pode causar os chamados calos vocais.

É indicado evitar alimentos com excesso de tempero ou gordura, assim como líquidos muito quentes ou frios.

Sintomas

O câncer de laringe é de fácil diagnóstico, pois os sintomas associados são aparentes: dor de garganta, que sugere tumor acima das cordas vocais, e rouquidão, fator indicativo de que o problema é nas próprias cordas vocais ou abaixo delas.

O primeiro caso geralmente é acompanhado de outros sinais, como alteração na qualidade da voz, disfagia leve (dificuldade de engolir) e sensação de “caroço” na garganta.

Se o tumor for descoberto quando as lesões das cordas vocais estiverem em estágio adiantado, a rouquidão pode evoluir para dor ao engolir, dificuldade para respirar e falta de ar. Na fase mais avançada, podem aparecer também nódulos no pescoço.

A rouquidão persistente (crônica) e sem causa aparente, é a que pode merecer atenção especial caso persista por mais de duas semanas. Ela é progressiva e constante, diferente da relacionada ao esforço vocal ou à laringite, pois não vem acompanhada de febre ou dor. Mas a Dra. Mara Behlau lembra que nem sempre a rouquidão está associada ao câncer, é mais comum ser um calo nas cordas vocais, do que um tumor.

Tratamento

Este tipo de câncer pode ser tratado tanto com cirurgia e/ou radioterapia, quanto com quimioterapia associada à radioterapia, variando de acordo com a localização e tamanho do tumor.

Quanto antes a doença for descoberta, mais possíveis deformidades físicas e problemas psicossociais são evitados. Uma vez que o tratamento em estágio avançado pode causar problemas nos dentes, na fala e deglutição.

Quando é necessário fazer a laringectomia total (retirada da laringe), ocorre a perda da voz fisiológica e a traqueostomia definitiva (abertura de um orifício artificial na traqueia, abaixo da laringe).

Como preservar a voz do paciente é muito importante, esse tipo de procedimento é feito somente quando a radioterapia não é suficiente para controlar o tumor.

Mesmo nos casos de tumores moderadamente avançados, as novas técnicas terapêuticas foram desenvolvidas visando o máximo de preservação da função da laringe, buscando não danificar a voz do paciente.

É importante ressaltar que mesmo em pacientes submetidos à retirada total da laringe é possível reabilitar a voz por meio de próteses fonatórias traqueoesofageanas.

“O nosso ex-presidente teve o tumor detectado precocemente, o que torna possível que seu tratamento não cause problemas na fala e em sua voz característica que representa seu estilo”, lembra a Dra. Mara. Ficamos na torcida pela rápida recuperação.

Imagem: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Para os que desejam enviar mensagens de solidariedade e força para o ex-presidente Lula, foi criado um e-mail: saudelula@icidadania.org.

O Blog da Saúde deseja ao ex-presidente, e a todos que estão em tratamento, boa sorte!

*Dra. Mara Behlau é Fonoaudióloga e Consultora em Comunicação Humana. Doutora em Distúrbios da Comunicação Humana pela UNIFESP-EPM. Tem Pós-doutoramento em Ciências da Fala e Audiologia na Universidade de São Francisco, nos Estados Unidos. É a atual Presidente da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia – SBFa e ex-presidente da Sociedade Internacional de Fonoaudiologia e Foniatria (International Association for Logopedics and Phoniatrics – IALP). Trabalha com reabilitação de indivíduos com problemas de voz e assessora executivos para melhorar a Competência Comunicativa em diversas situações de comunicação nas empresas. Autora de 15 livros e 200 artigos científicos, recebeu mais de 52 prêmios.

COMENTÁRIOS:

Comentários

2 Respostas para “O câncer de laringe é mais comum em homens”
  1. flavia disse:

    Ola!

    Encontrei um site / forum bem interessante sobre saude, com perguntas e respostas sobre doencas disturbios e sintomas, vale a pena conferir!
    Site Eu paciente eupaciente
    http://eupaciente.com http://eupaciente.com.br http://eupaciente.com.pt

  2. Andrea disse:

    Boa tarde

    Gostaria de saber se podem me esclarecer uma duvida, meu esposo passou por uma otorrino ela fez o exame e foi constatado que ele esta com uma lesao nas cordas vogais e encaminhou ele com outro medico de cabeça e pescoço para fazer cirurgia será que ela suspeitou que é cancer???
    Desde já agradeço

    No aguardo

Comente

Deixe aqui sua opinião...