O Banco Central voltou atrás e, caso uma pessoa saque em caixas eletrônicos notas suspeitas de terem sido manchadas por dispositivos antifurto, o banco será obrigado a trocá-las por cédulas válidas.

As informações são, novamente, da PROTESTE Associação de Consumidores. O Blog da Saúde informou ainda essa semana a primeira decisão do BC em que “se ficasse comprovado que a nota é fruto de roubo a caixas eletrônicos, o portador poderá ser investigado criminalmente e não teria direito a restituição do valor correspondente”.

Agora a decisão foi reformulada e se você se deparar com uma nota manchada de rosa (veja foto aqui) deve levá-la em qualquer agência bancária que terá direito a receber uma nota válida de mesmo valor.

Pela nova decisão do BC, “(…) a instituição financeira deverá proceder a troca. Esse procedimento deverá ocorrer imediatamente após a apresentação da cédula à instituição financeira”.

As notas danificadas por dispositivo antifurto deixam de ter validade, assim evita-se sua circulação. De qualquer forma a PROTESTE orienta o consumidor a ficar alerta e no comércio em geral não aceitar nenhuma nota suspeita.

Com a alta incidência de assaltos a caixas eletrônicos, os bancos criaram um mecanismo de defesa, que libera uma tinta rosa assim que o caixa é atingido, manchando as notas e tornando-as inválidas. Não aceite as cédulas manchadas nem como meio de pagamento nem como troco.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...