Algumas considerações: as telas ‘touch’ foram comparadas às válvulas de descarga de um banheiro público, enquanto o interior dos carros, incluindo os volantes, foi comparado aos assentos sanitários.

Isso faz com que a comparação não seja completamente equivalente por dois motivos. O primeiro é que a maioria evita encostar-se aos assentos e o segundo é que a descarga é acionada antes das pessoas lavarem as mãos com água e sabão, hábito que todo mundo pratica com rigor, não?

Interior dos carros X Assentos de Banheiros Públicos

Uma pesquisa feita pela Universidade Queen Mary, de Londres, encontrou em média, 700 bactérias por 6,45 cm² dentro dos automóveis, principalmente no volante, câmbio e bancos traseiros, contra 80 em assentos de banheiros públicos londrinos. Quase 9 vezes mais.

Foram 300 carros analisados. Dos proprietários, 42% disseram que costumam comer enquanto dirigem e, assim, criam um ambiente perfeito para a proliferação das bactérias.

As bactérias mais encontradas foram a Bacillus cereus, ligada à intoxicação alimentar, e a Arthrobacter, encontrada no solo e na pele humana.

Aparelhos Sensíveis ao Toque X Descarga de Banheiros Públicos

Basta uma tela suja para a formação de colônias de micro-organismos, que vão desde vírus transmissores da gripe até bactérias que podem provocar problemas como vômitos e diarreias.

A falta de hábitos de higiene das mãos e dos próprios equipamentos são um dos principais fatores para a contaminação dos aparelhos, além do compartilhamento entre os usuários.

A possibilidade de transmissão existe, na verdade, em qualquer objeto manuseado por muita gente. No entanto, os aparelhos com tela sensível ao toque contam com um fator determinante: para que funcionem, o usuário deve tocar nele o tempo todo.

Pesquisadores Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, revelaram que os aparelhos com tecnologia touchscreen são os objetos que mais transmitem vírus da gripe.

Eles afirmaram que se uma cepa de vírus da gripe fosse colocada na tela de um smartphone, por exemplo, 30%  iria chegar aos dedos de usuários; a mesma taxa faz o caminho inverso, e boa parte iria alcançar olhos, nariz e boca.

O estudo concluiu que os celulares carregam 18 vezes mais bactérias, vírus e micróbios que a válvula de descarga de um banheiro masculino.

Mais uma pesquisa

A revista britânica Which? fez uma analise com 30 aparelhos celulares e constatou: sete deles apresentavam altos índices de contaminação. No mais infectado, havia até coliformes fecais – bactérias presentes nas fezes e que podem não ser eliminadas se a higienização das mãos não for adequada.

Limpeza das telas, dos carros e das mãos

Para se prevenir, todos os casos compartilham da mesma solução: limpeza periódica. Seja dos gadgets, do interior do seu carro ou das suas mãos. Apesar dos aparelhos ‘touch’ dispararem na quantidade de bactérias, como foram comparados a objetos diferentes, apenas podemos afirmar que as pessoas devem usar mais os banheiros públicos para higienizar as mãos.

*Com informações Daily Mail, FSP e Yahoo

COMENTÁRIOS:

Comentários

2 Respostas para “Volante, tela sensível ao toque ou banheiro público”

Comente

Deixe aqui sua opinião...