Desde o ano passado, as superbactérias estão em evidência. Não é por acaso que a Organização Mundial da Saúde optou pela raiz do problema para lançar a campanha de relevância mundial.

O tema escolhido é um apelo ao uso correto de medicamentos, principalmente antibióticos e antivirais. O uso indiscriminado, somado à automedicação, abriu espaço para um novo gene que provoca uma mutação em qualquer bactéria e a torna extremamente resistente a antibióticos.

É isso mesmo. Quando não usados de maneira correta e balanceada, cria-se condições para o desenvolvimento dessas superbactérias.

Foi por isso que no final do ano passado, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) criou novas regras para a compra desses medicamentos, orientando as farmácias a venderem os antibióticos apenas se a pessoa apresentar receita.

Medidas simples de higiene ajudaram a conter a disseminação, também no ano passado: hospitais e clínicas, públicos e privados, foram obrigados a colocar dispensadores de álcool em gel em todos os quartos, ambulatórios e prontos-socorros.

Você sabia que tomar antibiótico durante uma semana pode prejudicar as defesas do seu organismo por até dois anos? Talvez esteja na hora de pensar duas vezes antes de recorrer a esse tipo de medicamento para qualquer fim.

A conclusão é de um estudo realizado pelo Instituto Sueco para Controle de Doenças Infecciosas.

Daqui em diante, faça sua parte em relação ao uso balanceado e passe a informação adiante.

O texto diz: O uso balanceado é o melhor remédio. Combata a resistência aos medicamentos. Sem ação hoje. Sem cura amanhã.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...