O Blog da Saúde alertou sobre o caso de uma enfermeira que desligou o aparelho de respiração artificial por engano.

O paciente que estava sob seus cuidados era tetraplégico e ficou 21 minutos com falta de oxigênio – tempo que os paramédicos levaram para chegar.

As imagens foram registradas por uma câmera instalada no quarto do paciente, após desconfiar da falta de profissionalismo da contratada.

Por isso, é imprescindível confiar no cuidador, tanto para pacientes com alguma doença ou para aqueles que necessitam de cuidados por causa da idade avançada.

Idosos

O crescimento do número de idosos no Brasil gerou maior demanda por profissionais qualificados, sendo que muitos dos que estão em atividade não têm preparo para atuar.

Hoje em dia existe treinamento que auxilia o cuidador a ter noções sobre vacinação, dicas para manter a higiene, primeiros socorros e cuidados na estrutura da casa (facilitar a locomoção e criar maior independência do idoso dentro do lar).

A Unidade Integrada de Prevenção do Hospital Silvestre, localizado no Rio de Janeiro, oferece este tipo de treinamento três vezes ao ano. Há a preocupação não só em preparar esse profissional, mas também em explicar como tornar a vida do idoso mais feliz.

O Dr. Homero Leite, Coordenador da Unidade Integrada de Prevenção do Hospital Adventista Silvestre, responde às principais dúvidas:

1) O que é necessário para tornar-se um cuidador, tanto nos cuidados físicos como emocionais?

A pessoa deverá ter uma aptidão natural que é de gostar de ajudar o próximo, disposição e ânimo associados ao conhecimento de algumas particularidades de situações, que podem acontecer quando cuidamos de um idoso.

Envelhecer é um fenômeno natural e alguns idosos, como resultado de doenças crônicas (senilidade) + redução da capacidade dos órgãos (senescência), poderão desenvolver incapacidades, tornando necessária a presença de um cuidador.

2) O treinamento é só para cuidadores de idosos? Há diferença nos treinamentos para aqueles que cuidarão de idosos e para aqueles que cuidarão de um paciente portador de doença?

O treinamento é organizado para cuidadores familiares, profissionais e profissionais de saúde. Para todas as pessoas que desejam adquirir conhecimento básico para lidar com um idoso com alguma dependência.

3) Existe algum certificado?

O certificado será dado pela presença nas 20h do treinamento, que é composto por cinco tardes.

4) Como uma pessoa que precisa contratar um pode saber se é qualificado para o trabalho?

Essa é uma boa pergunta. É interessante que o familiar tenha conhecimento sobre o assunto de cuidar de idosos dependentes. Eu sugiro que esse familiar também faça o treinamento, pois só conseguimos avaliar se uma pessoa é capaz de desempenhar alguma função se conhecemos qual a melhor forma de cumpri-la.

5) E dicas eficazes para cuidar de idosos?

Uma boa dica é fazer com amor, ajudar alguém em suas necessidades para viver melhor é uma tarefa das mais valiosas.

O cuidador deverá respeitar os limites daquele que está sendo cuidado, para não comprometer sua independência, sua dignidade e qualidade de vida. O bom cuidador deverá ter sensibilidade e conhecimento sobre situações que podem se apresentar para não exagerar nos cuidado e/ou negligenciar.

O treinamento, que acontece três vezes por ano, terá sua próxima edição em março de 2011.

Contato: (0xx21) 3034-4083
Rua 19 de fevereiro 140, Botafogo – Rio de janeiro/RJ.

*O Dr. Homero Teixeira Leite é Geriatra e Coordenador da Unidade Integrada de Prevenção do Hospital Adventista Silvestre.

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...