Você já cresceu e não tem coragem de experimentar pratos novos. Insiste sempre na batata frita, bife e arroz. Tem aversão a qualquer alimento de cor verde. Está cansado de inventar desculpas para não jantar na casa de amigos com medo do cardápio.

Encaixou-se em alguma das informações?

Pesquisadores têm estudado os adultos que mantém hábitos infantis na hora de se alimentar. A aversão a alguns alimentos pode trazer danos à saúde – ninguém duvida – mas agora, cientistas consideram o hábito como um distúrbio mental, similar à bulimia ou anorexia.

A pesquisa do Departamento de Psicologia da Universidade de Toronto, no Canadá, conclui que em casos extremos, quando adultos consomem comidas de uma determinada cor é um sinal de transtorno obsessivo compulsivo, conhecido como TOC.

Há quem só aceite alimentos de cor branca ou amarela, como queijos, pães e massas, ou aqueles que não podem ver nada de cor verde na comida, mesmo que seja só o tempero.

Já o Centro de Distúrbios da Alimentação da Universidade Duke (EUA), elaborou uma pesquisa para saber se o adulto é considerado como alguém de paladar infantil. A primeira análise consiste em saber se a pessoa está aberta a experimentar novos pratos.

A chatice para comer pode afetar a vida social, já que eles evitam situações ou inventam doenças para rejeitar um prato.

Curiosidade

É comum ver as crianças optarem pelos alimentos que já conhecem, com sabores mais simples. Quanto mais nova, mais sensível será aos sabores azedo e amargo. Com o tempo, a sensibilidade diminui, por isso, passam a apreciar café e cerveja quando adultos.

Lembre-se que as crianças precisam ser estimuladas a comer de tudo quando pequenas. Ofereça diversas vezes o alimento de formas diferentes para contornar a aversão.

*Com informações da AE

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...