O Ministério da Saúde enviou ontem para o Estado de Alagoas mais um lote de 200 mil doses de vacinas, 13 mil diluentes e mil unidades de soro.

O material serve para tratar e prevenir hepatite A, rotavírus e tétano – doenças comuns em locais afetados por enchentes.

Ainda há 76 pessoas desaparecidas em Alagoas, de acordo com dados da Defesa Civil estadual. São 34 óbitos desde a última semana.

Histórico

Alagoas, na semana passada, recebeu do ministério 5 toneladas de medicamentos, dez ambulâncias para atendimento de urgência, vacinas e soros. Pernambuco também recebeu ajuda do Ministério da Saúde. Foram 11 toneladas de medicamentos e cerca de 500 mil doses de vacinas e 15 ambulâncias.

Os dois locais receberam 25 mil cartilhas sobre como agir em caso de enchentes e orientações para pessoas em situação de abrigo.

Previsão e Cuidados

A previsão é de que as chuvas fortes continuem no Nordeste, nos próximos dias, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

O Ministério recomenda que as pessoas evitem ao máximo, quando possível, o contato com água ou lama de das enchentes e esgotos, para evitar doenças como leptospirose, hepatite e diarreias.

Em relação aos alimentos e água para consumo humano, pessoas que vivem nas regiões afetadas devem sempre filtrar e ferver a água antes de beber, não consumir alimentos com cheiro, cor ou aspecto fora do normal (úmido, mofado, murcho) ou que estejam com a embalagem ou tampas estufadas, abertos ou danificados.

Hoje, na parte da manhã em Brasília, o Gabinete Permanente de Emergências reuniu-se pela segunda vez para monitorar a situação das áreas afetadas.

SOS Alagoas, SOS Pernambuco – clique para ver!

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...