Pesquisa realizada na Universidade de Modena, na Itália, aponta que as pessoas que ficaram cegas ou sofreram danos graves nos olhos por causa de queimaduras químicas podem ter a visão restaurada com um implante de células-tronco.

A técnica, realizada há mais de uma década, utiliza células-tronco do próprio paciente. O transplante é uma esperança para aqueles que sofreram queimadura química das córneas, causadas, por exemplo, por alguns produtos de limpeza pesada.

Entenda o procedimento

Os especialistas pegam um pequeno número de células-tronco do olho saudável do paciente, multiplicaram-nas em laboratório e as transferem para o olho que apresenta problemas de visão, onde elas produzem tecidos novos que substituem os danificados.

As células são retiradas do limbo (área entre a córnea a e parte branca do olho). Em um olho saudável, o limbo é como uma fábrica que produz novas células para substituir as que morrem.

Quando um ferimento mata as células-tronco, um tecido de cicatriz forma-se sobre a córnea, obscurecendo a visão. No estudo, os cientistas removeram a cicatriz e colaram células-tronco sobre o olho ferido. As células se tornam um tecido saudável da córnea, transformando olhos opacos e desfigurados em órgãos funcionais e com aparência e cor normais.

Após o enxerto das células, a maior parte dos pacientes teve esperar entre 12 e 24 meses e passar por cirurgias na córnea para recuperá-la.

Atenção! A técnica não pode ser aplicada em vítimas de dano ao nervo óptico ou à retina. Além disso, para realização do transplante, é necessária a presença de algumas células saudáveis na córnea.

Vale destacar que, como as células são originárias de seus próprios corpos, os pacientes não precisam de medicamentos contra rejeição.

Resultados

A técnica foi utilizada em 112 pacientes.

82 deles (76,6,%) conseguiram recuperar totalmente a visão, enquanto em 14 (13,1%) a visão foi parcialmente restabelecida.

A maioria dos pacientes tinha danos extensos em um dos olhos. Alguns apresentavam uma visão tão limitada que só eram capazes de sentir a luz, contar os dedos ou perceber movimentos.

O estudo italiano, publicado no The New England Journal of Medicine, foi realizado entre 1998 e 2007.

Clique aqui e conheça outros benefícios no uso das células-tronco, como no caso do Diabetes tipo1.

“Acompanhamos e torcemos cada vez mais para que a medicina avance em busca de resultados efetivos”

COMENTÁRIOS:

Comentários

4 Respostas para “Cientistas comprovam que é possível ter a visão restaurada com um implante de células-tronco”
  1. Ministério da Saúde disse:

    Olá blogueiro,
    É muito importante também incentivar a doação de órgãos e conscientizar as pessoas sobre a importância deste gesto de solidariedade.
    Para ser doador de órgãos não é preciso deixar nada por escrito. O passo principal é avisar a sua família sobre sua vontade. No entanto, os familiares devem se comprometer a autorizar a doação por escrito após a morte.

    Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br
    Ministério da Saúde

  2. americo da hora araujo disse:

    gostaria de saber se ja houve mais avanços nas pesquisa quanto ao nervo optico e o uso da celula tronco no seu tratamento.

  3. mariana disse:

    Tem tratamento para o nervo óptico? O nervo óptico dos dois olhos queimou.

Comente

Deixe aqui sua opinião...