O destino do óleo de cozinha depende da conscientização de cada um. Apesar de todo mundo saber que não pode ser jogado no lixo ou pelo ralo, muita gente não sabe o que fazer com ele, mesmo após separá-lo em garrafas pet.

No lixo comum, mesmo dentro das garrafas, a chance de acontecer um vazamento é imensa e aí, o solo e os lençóis freáticos serão contaminados.

Pelo ralo, a gordura causa estragos e ao se solidificar pode obstruir a rede. Além disso, 1 litro do óleo de cozinha é capaz de contaminar 25.000 litros de água. Você não quer ser o responsável por esse dano ao meio ambiente, quer?

Na cidade de São Paulo, alguns condomínios já estão aptos à coleta. Atualmente, cerca de 4.000 prédios recolhem o óleo na cidade. Apesar do número ainda ser baixo, há três anos eram apenas 400.

Por mês, a coleta chega a 1,3 milhão de litros na Grande São Paulo, mas veja, este número corresponde a 5% do total que é jogado fora.

Se for descartado no lugar correto, o óleo se transforma em…

Massa de vidraceiro, sabão e biodiesel. Na indústria do combustível, a média de transformação é de 85%, ou seja, 1 litro de óleo descartado transforma-se em quase um l litro de biodiesel – 850 mililitros.

ONDE DESCARTAR

– Para quem mora na cidade de São Paulo, procure os ECOPONTOS espalhados por todas as regiões da cidade.

– Para condomínios, a ONG Trevo vende um recipiente para coleta e busca toda vez que estiver cheio.

– O Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de São Paulo (Sindipan) faz campanha para as padarias colocarem um recipiente para descarte do óleo. Já aderiram, 82 ESTABELECIMENTOS.

– Quer aprender a fazer seu próprio sabão? Clique aqui.

Você acredita que seja necessário uma campanha de conscientização? Comente.

COMENTÁRIOS:

Comentários

Uma Resposta para “Onde vai parar o óleo de cozinha?”

Comente

Deixe aqui sua opinião...