A lei antifumo em São Paulo obteve sucesso e seu exemplo foi seguido em outros estados. Se você é fumante e ainda não optou por pelo menos tentar parar com o vício não trazemos boas notícias.

Uma pesquisa realizada pelo Icesp – Instituto do Câncer do Estado de São Paulo demonstrou que das pessoas que desenvolvem câncer de cabeça e pescoço, cerca de 95% são tabagistas ou têm histórico do vício. Desse percentual, 90% são homens.

A maioria dos cânceres, de acordo com especialistas é desenvolvido na boca, faringe, laringe e traqueia. A ação do fumo associado ao álcool em nosso organismo é gradativa. O tempo de vício e a quantidade de cigarros fumados por dia fazem toda a diferença.

Por isso é tão importante cuidarmos da saúde e mantermos hábitos saudáveis. De outra maneira nosso corpo “manda a conta”, é inevitável. O diagnóstico precoce dos tipos de câncer citados no post confere aos pacientes boas chances de cura.

Porém, infelizmente a maioria chega tarde demais para o tratamento e o resultado da estatística é triste. Cerca de 70% acabam morrendo num período de cinco anos.

“Acabou de acender o cigarro? Pense melhor antes da próxima tragada. O tempo nesse caso não perdoa e amanhã poderá ser tarde demais para que você pare.”

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...